Mídia Política

Bolsonaro bloqueou 176 perfis que falaram sobre ele, diz relatório

Igo Estrela/Metrópoles

Dentre as contas bloqueadas pelo chefe do Executivo, constam 137 perfis de jornalistas, veículos, políticos e críticos, nas redes sociais

 

Um levantamento feito pela ONG Human Rights Watch e divulgado nesta quinta-feira (19/8) mostrou que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) bloqueou 137 perfis de jornalistas, veículos, políticos e críticos, nas redes sociais. De acordo com a organização, a maioria dos perfis bloqueados pelo mandatário divulgou ou publicou algo relacionado ao presidente. No total, foram 176 contas bloqueadas.

Em entrevista ao Uol, a presidente da Human Rights Watch no Brasil, Maria Laura Canineu, argumentou que Bolsonaro tenta eliminar de suas contas as pessoas e instituições que dele discordam, para transformá-las em espaços onde apenas aplausos são permitidos.
“O presidente Bolsonaro afirma que a liberdade de expressão dele e de seus seguidores é cerceada quando as plataformas excluem desinformação prejudicial e contas falsas, mas ele mesmo não pensa duas vezes antes de violar o direito ao acesso à informação e a liberdade de expressão das pessoas que discordam dele”, completou Canineu.

A reação do chefe do Executivo se dá principalmente por investigações relacionadas à disseminação de fake news e, posteriormente, replicadas pelos canais de direita.