Cidade Saúde

Ibaneis decreta emergência por risco de epidemia de dengue

 
 

Governador do DF assinou decreto no qual declara situação na Saúde por 180 dias. Há potencial epidemia de febre amarela

O governador Ibaneis Rocha (MDB) assinou, nesta sexta-feira (24/01/2020), decreto que declara situação de emergência na saúde por 180 dias em razão do risco de epidemia de dengue, potencial epidemia de febre amarela e da possível introdução dos vírus zika e chikungunya no DF.

Outra justificativa para a medida é a alteração do padrão de ocorrência de microcefalias — malformação congênita que pode ser associada à zika — no Brasil.

A partir dessa decisão, o Executivo local poderá adotar medidas administrativas necessárias para conter o avanço das doenças, incluindo compra de insumos e materiais e a contratação de serviços estritamente necessários ao atendimento da situação emergencial.

Também será possível contratar pessoal por tempo indeterminado para combater a epidemia.

Caberá à Secretaria de Saúde instituir diretrizes gerais para executar as medidas a fim de atender as providências indicadas pelo decreto. Assim, a pasta poderá editar normas complementares sobre o assunto.

E a tramitação dos processos vinculados ao tema ocorrerá em regime de urgência e prioridade em todos os órgãos públicos do DF.

Confira o decreto:

REPRODUÇÃOREPRODUÇÃOReprodução

Mortes por dengue

Ibaneis assinou o decreto uma semana após a Subsecretaria de Vigilância à Saúde divulgar informativo epidemiológico no qual indica que a dengue matou 62 pessoas em 2019.

Em comparação com 2018, quando duas pessoas morreram de dengue, o crescimento de óbitos relacionados à doença foi de 3.000%.

PUBLICIDADE