Cidade GDF

Placa do Mercosul começa a ser utilizada no DF em fevereiro; veja detalhes

Por G1 DF


Detran-DF — Foto: DivulgaçãoDetran-DF — Foto: Divulgação

Detran-DF — Foto: Divulgação

A partir de 1º de fevereiro de 2020, veículos emplacados no Distrito Federal passarão a utilizar a placa do Mercosul, padronizada entre os países que compõem o bloco econômico. Nesta sexta-feira (10), o Departamento de Trânsito do DF (Detran) divulgou detalhes sobre a adoção do modelo.

A nova placa será obrigatória nos seguintes casos:

  • Primeiro emplacamento
  • Mudança de categoria do veículo
  • Roubo, furto, extravio ou dano da placa
  • Mudança de unidade federativa
  • Instalação de segunda placa traseira

Segundo o Detran, a substituição da placa cinza para a do Mercosul custa, em média, R$ 128. Veículos emplacados antes de 31 de janeiro não precisarão fazer a troca.

A adoção do novo modelo segue resolução do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), que deu prazo até o fim deste mês para que o DF e os estados se adequem à regra.

Diferenças

Novo padrão de placas promete mais segurança. — Foto:  Karina Almeida, Claudia Peixoto e Juliane Souza/G1Novo padrão de placas promete mais segurança. — Foto:  Karina Almeida, Claudia Peixoto e Juliane Souza/G1

Novo padrão de placas promete mais segurança. — Foto: Karina Almeida, Claudia Peixoto e Juliane Souza/G1

O novo modelo de placas traz novos elementos de segurança como um QR code, emblema oficial do Mercosul e a bandeira do Brasil. Os símbolos são impressos em película refletiva, distintivo internacional do Brasil, além de diversas certificações internacionais. A placa também dispensa o uso do lacre.

As principais mudanças em relação ao modelo que será descontinuado são:

  • Utilização da Bandeira do Brasil e do emblema oficial do Mercosul. O anterior usava a bandeira do estado e o brasão do município;
  • Uso de quatro letras e três números e não mais três letras e quatro número, como era feito no sistema antigo.

Fabricantes

Estampadores e fabricantes de placas interessados em emitir o novo modelo precisam se credenciar junto Detran entre os dias 27 de janeiro e 20 de março. O pedido deve ser protocolado na sede do órgão, na Asa Norte. O credenciamento dos habilitados terá validade de cinco anos.