Eleições 2020 Política

80% dos recursos públicos de campanha se concentram em apenas 2% dos candidatos

Foto: Reprodução/Facebook

Cerca de 20% dos candidatos a prefeito e vereador nas eleições deste domingo declararam receita pública da ordem de R$ 1,4 bilhão. 80% do valor declarado foi destinado para apenas 11 mil dos quase 560 mil candidatos em todo o Brasil

247 – O encerramento da campanha do primeiro turno as eleições municipais aponta que a verba pública destinada aos partidos segue concentrada em poucos postulantes. De acordo com reportagem do jornal Folha de S. Paulo, 80% do valor declarado foi destinado para apenas 2% dos quase 560 mil candidatos que disputam as eleições deste domingo (15) em todo o Brasil.

Cerca de 20% dos candidatos a prefeito e vereador  declararam receita pública da ordem de R$ 1,4 bilhão até o começo da semana passada. Conforme o levantamento, 80% deste valor foi direcionado para as campanhas de 11 mil candidatos. O valor declarado corresponde a 65% da verba do Fundo Eleitoral.

Em 2020, os partidos tiveram à sua disposição R$ 2 bilhões em recursos por meio do Fundo Eleitoral  e outros R$ 905 milhões através do Fundo Partidário.

O candidato que mais recebeu verbas públicas foi o prefeito de São Paulo e candidato à reeleição Bruno Covas (PSDB-SP). Ele declarou ter recebido R$ 11,3 milhões do próprio partido e outros R$ 8,1 milhões dos partidos que compõe sua coligação: Podemos, MDB e PP.

Atrás dele aparece o candidato Bruno Reis (DEM), que disputa a prefeitura de Salvador. Reis recebeu um total de R$ 10,8 milhões. A maior parte, R$ 6,1 milhões, foi repassada pela DEM o restante por meio dos coligados PL, PSL, PDT e Republicanos.

O deputado federal João Campos (PSB), que disputa a Prefeitura do Recife, aparece em terceiro lugar no ranking, com R$ 7,5 milhões do fundo eleitoral do PSB.

PUBLICIDADE