Política

Aparece o preço do apoio de DEM a Lira: partido ganhará o MEC

ACM Neto (DEM-BA) e Jair Bolsonaro (PSL-RJ) (Foto: Alan Santos/PR)

A entrega do Ministério da Educação para o DEM é, até agora, o preço ajustado entre Bolsonaro e o presidente da sigla, ACM Neto, pelo apoio a Arthur Lira à Presidência da Câmara

247 – O apoio do DEM ao candidato de Bolsonaro na Câmara, Arthur Lira (PP-AL) teve um preço ajustado: a entrega da gestão da educação brasileiro para a sigla de ACM Neto. A promessa de Jair Bolsonaro é a de entregar ao DEM o Ministério da Educação logo depois da eleição da Presidência da Câmara, se Lira vencer, informa O Antagonista.

ACM Neto liderou a mudança do apoio da sigla de Baleia Rossi (MDB-SP), candidato de Maia, para Arthur Lira, o de Bolsonaro.

O nome do DEM para o MEC é o do deputado João Roma, do Republicanos, do grupo de ACM Neto, que teria carta branca para lotear toda a pasta – com exceção do FNDE (Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação), que fica com Marcelo Lopes da Ponte, nomeado por indicação do senador Ciro Nogueira, presidente do PP.

Roma sucederia o pastor Milton Ribeiro no MEC. Se confirmada a nomeação, estaria encerrado o ciclo ideológico à frente do Ministério, antes do pastor, os radicais de extrema-direita Ricardo Vélez Rodríguez e Abraham Weintraub.