Cidade GDF

ASOF: “A Coronel Sheyla Sampaio foi exonerada por defender a PMDF”

A Associação lamenta a exoneração da Comandante-Geral da PMDF, Coronel Sheyla Soares Sampaio

Por Paulo Castro
(assessor de imprensa da ASOF)

A Associação dos Oficiais da Polícia Militar do Distrito Federal (ASOF/PMDF) agradece os serviços de excelência prestados pela Coronel Sheyla Soares Sampaio à PMDF durante todo o tempo em que ocupou o cargo de Comandante-Geral.

A entidade elogia a postura digna e leal da Coronel Sheyla, que não é uma subserviente cega, até porque isso lhe seria completamente estranho, tendo em vista sua dignidade pessoal, seu caráter ilibado e sua personalidade segura. Ela é uma Oficial subordinada à cadeia de Comando e que obedeceu às ordens até o limite da sua legalidade e até o limiar que pudesse causar um possível prejuízo à Instituição, que ela defende às custas até da própria vida, se necessário for.

Antes de ser a Comandante-Geral da Corporação, ela é digna representante da tropa, uma Oficial da PMDF, a todo o tempo à frente do melhor para a Polícia Militar do DF e que, justamente por esse motivo – aliado à sua louvável defesa do Centro Médico da PMDF –, perdeu o cargo de Comandante-Geral.

Ressaltamos o excepcional trabalho dela à frente da PM, pois – com cada vez menos efetivos à disposição – ela entregou à sociedade brasiliense números impressionantes de redução dos índices de criminalidade, tendo uma postura de uma Chefe de uma Instituição de Estado, e não uma postura subserviente de uma Chefe de uma Instituição de Governo. CLSW 302 Bloco B Loja 45 – subsolo – Edifício Park Center Sudoeste – Brasília-DF / CEP: 70.673-612 Telefone: (61)3242-4518 / www.asofpmdf.com.br

Pela própria missão constitucional que a PMDF cumpre – e muitos são aqueles que perdem suas vidas no cumprimento de seu dever, previsto na Carta Magna –, a ASOF almeja que, independentemente de quantos sejam os Comandantes-Gerais que forem exonerados daqui para frente, que todos possam assumir igual responsabilidade à frente da tropa, defendendo a Corporação, assim como a Coronel Sheyla Sampaio.

Reforçando seus votos para o próximo ocupante do cargo, a Associação igualmente almeja que o próximo Comandante-Geral mantenha sua subordinação à cadeia de Comando, mas uma subordinação dentro dos ditames legais e com igual compromisso com a Polícia Militar do DF como um todo. A ASOF deseja que ele seja responsável, tendo como seu principal papel defender os interesses da Polícia Militar do Distrito Federal e seus integrantes, bem como a sociedade brasiliense.

A Associação dos Oficiais da PMDF conclui esta nota oferecendo todo o nosso apoio e o nosso mais sincero reconhecimento à Coronel Sheyla e ao Comando que ela exerceu com bravura, lealdade, dignidade e competência durante todos esses meses à frente da Corporação.

Brasília (DF), 6 de agosto de 2019

ASSOCIAÇÃO DOS OFICIAIS DA POLÍCIA MILITAR DO DF

(ASOF/PMDF)

PUBLICIDADE