Justiça Política

Aziz critica encontro de Bolsonaro com deputada alemã: “Nazismo não”

deputada alemã Beatrix von Storch, do partido “Alternative für Deutschland”, ao lado de Jair Bolsonaro (Foto: Reprodução (Instagram))  

Presidente recebeu Beatrix von Storch, vice-líder do partido Alternativa para a Alemanha (AfD), investigado por propagar ideias neonazistas

 

O presidente da CPI da Covid-19, senador Omar Aziz (PSD-AM), repudiou o encontro do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) com a deputada alemã Beatrix von Storch, vice-líder do partido Alternativa para a Alemanha (AfD), investigado por propagar ideias extremistas e neonazistas.

“Temos que respeitar o povo judeu. Eu vejo várias bandeiras de Israel nas manifestações pró-Bolsonaro e ele às escondidas se reúne com uma deputada nazista. Este congresso, o presidente do Congresso Nacional, não podem se calar, não podemos permitir isso. Nazismo não”, enfatizou o senador.

Aziz classificou o episódio como “uma afronta”. “Às escondidas, o presidente recebe uma deputada nazista, afrontando a Constituição brasileira, a nossa democracia, afrontando o holocausto, afrontando o Exército Brasileiro que lutou contra o nazismo”, continuou.

Fora da agenda

O encontro de Bolsonaro com a deputada neonazista ocorreu fora da agenda. No entanto, foi compartilhado nas redes sociais da parlamentar.

Atualmente, a sigla AfD é conhecida pelo discurso radical anti-imigração. O partido adotou recentemente programa eleitoral com aspectos negacionistas da pandemia.

Beatrix von Storch é neta de Johann Ludwig Schwerin von Krosigk, que serviu como ministro das Finanças da ditadura de Adolf Hitler por mais de 12 anos.