Política

Bolsonaro atropela Moro e demite Maurício Valeixo da Polícia Federal

(Foto: ABr | Reprodução)

Objetivo é proteger os filhos que estão sendo investigados em esquemas como o do “gabinete do ódio”, que espalha fake news contra as instituições; com isso, Sergio Moro deve se demitir ainda hoje

Jair Bolsonaro ignorou os apelos de Sergio Moro e demitiu o diretor-geral da Polícia Federal, Maurício Valeixo. “Jair Bolsonaro atropelou Sergio Moro e exonerou o diretor-geral da PF, Mauricio Valeixo. Segundo o Diário Oficial, ‘a pedido’. Para proteger sua turma, o presidente da República interferiu diretamente na PF. Sergio Moro, claro, não pode continuar no governo”, informa o site Antagonista, um dos mais “moristas” do país.

O objetivo de Bolsonaro é proteger seus filhos, especialmente Carlos Bolsonaro, que comanda o “gabinete do ódio”, estrutura de poder paralelo que espalha fake news e tenta intimidar autoridades.

Jair Bolsonaro já tem no bolso do colete o nome do substituto de Sergio Moro, caso o ministro da Justiça peça mesmo demissão.

O indicado é Jorge Oliveira, da Secretaria-Geral, informa o Radar da Veja.

Na tarde desta quinta-feira (23), Bolsonaro fazia piada vangloriando-se de ter força para demitir ministros populares, depois que afastou Luiz Henrique Mandetta da Saúde.

PUBLICIDADE

Posts