Política

Bolsonaro esconde cenas de protestos em vídeo e agradece “acolhida” no Amapá

Bolsonaro é escoltado por segurança durante carreata em Macapá (Reprodução)

Vídeo publicado nas redes não mostra Bolsonaro sendo escorraçado pela população de Macapá. Parte da cidade continua sem luz mesmo após encenação do presidente ligando geradores termoelétricos

Por Plinio Teodoro

Escorraçado pela população de Macapá, no Amapá, que entra neste domingo (22) no 19º dia sem fornecimento de energia, Jair Bolsonaro (Sem Partido) publicou um vídeo nas redes sociais agradecendo a “acolhida” no Estado.

O vídeo, no entanto, pinça apenas alguns momentos da caravana do presidente pelas ruas de Macapá, com apoio de poucos apoiadores, editado com imagens de Bolsonaro ligando uma das centrais termoelétricas instaladas pela Eletronorte para tentar minimizar a crise energética.

Outro vídeo publicado pelo presidente tem um ângulo fechado quando ele é recepcionado por alguns eleitores no aeroporto.

A edição das imagens deixa de fora os vários protestos enfrentados por Bolsonaro, que foi escorraçado por parte da população de Macapá, revoltada com a demora do governo federal em apresentar uma solução para o apagão causado pela empresa Gemini Energy, que comprou a concessionária do serviço no final de 2019.

A encenação mostrada no vídeo, com Bolsonaro ligando os geradores termoelétricos, não gerou efeito e parte da população do Amapá segue no escuro.

Dos 45 megawatts que os equipamentos têm capacidade de gerar, apenas 20 megawatts foram ativados por Bolsonaro. Bairros como o Alvorada, na Zona Oeste de Macapá, seguiam sem luz horas depois de Bolsonaro deixar a cidade.

“Aqui na minha casa continua sem energia elétrica mesmo depois do presidente acionar esse botão. Eu moro no Alvorada, próximo da subestação onde o presidente estava alguns minutos atrás e estamos à luz de velas ainda”, disse a estudante Fernanda Brito, de 24 anos, à reportagem da Globo.

PUBLICIDADE