Brasil Política Segurança

Bolsonaro nomeia Rolando de Souza, braço direito de Ramagem, para chefia da PF

 
 

Ontem Bolsonaro adiantou que faria a nomeação e advertiu, ainda, que está cansado de “interferências” no governo

Jornal GGN – Saiu no Diário Oficial da União desta segunda (4) a nomeação de Rolando Alexandre de Souza, atual secretário de Planejamento e Gestão da Abin (Agência Brasileira de Investigação), para a diretoria-geral da Polícia Federal.

A indicação de Jair Bolsonaro ocorre após o Supremo Tribunal Federal barrar, com uma liminar, a escolha de Alexandre Ramagem, comandante da Abin e amigo pessoal de Carlos Bolsonaro, para o cargo. Rolando é “braço direito” de Ramagem.

No domingo (3), durante ato em favor do governo em Brasília, Bolsonaro afirmou que “chegou ao limite” e “acabou a paciência” com “interferências” no governo.

Ele havia antecipado que iria nomear o novo diretor da PF nesta segunda, e parte de seus assessores especularam junto à imprensa que Bolsonaro insistiria na escolha de Ramagem. Para críticos com conhecimento em Direito, o STF não deveria ter suspendido a nomeação.

PUBLICIDADE