Política

Bolsonaro quer anunciar nesta manhã substituição de Pazuello no Ministério da Saúde

General Eduardo Pazuello (Foto: Valter Campanato/Agência Brasil)

Depois de avaliar que o fracasso na gestão da pandemia, com quase 280 mil mortos e colapso no sistema de saúde, compromete os planos de reeleição, Jair Bolsonaro tem pressa de anunciar a substituição do general Eduardo Pazuello no comando do Ministério

247 – A cúpula do Congresso e ministros de outras áreas atuam para que Bolsonaro escolha a cardiologista Ludhmila Hajjar, que já é alvo de ataques por parte da base bolsonarista. Em diversas entrevistas durante a pandemia, Hajjar defendeu posições conrárias às de Bolsonaro e avaliou que seu governo estava fazendo tudo errado.

A médica já se declarou a favor de medidas restritivas na pandemia, o que deve ser o ponto principal de divergência com Bolsonaro.

Ao Painel da Folha de S.Paulo, Ludhmila afirmou não ter vínculo partidário. “Não tenho vínculo partidário. Não sou ligada politicamente a ninguém. Sou médica”, disse.

O presidente Bolsonaro informou a aliados que ainda não tinha tomado sua decisão a respeito da substituição de Eduardo Pazuello por Ludhmila, mas que pretendia definir a questão na manhã desta segunda-feira (15).