Saúde

Brasil registra maior média móvel de casos desde o início da pandemia

LADEIRA PORTO GERAL ESQUINA COM RUA 25 DE MARÇO, MAIOR SHOPPING ABERTO DO MUNDO, COM GRANDE AGLOMERAÇÃO DE PESSOAS. (FOTO: PAULO PINTO/FOTOS PÚBLICAS)

Por outro lado, o isolamento social caiu ao menor nível desde abril; País tem 186.365 mortes e 7.212.670 de infecções

Carta Capital

O Brasil registrou, nos últimos sete dias, a maior média móvel de casos confirmados de Covid-19 desde o início da pandemia. Ao todo, foram 47.439 diagnósticos diários e média, de acordo com dados das secretarias estaduais de Saúde consolidados pelo consórcio de veículos de imprensa.

O número variou +15% em relação aos casos registrados em duas semanas, o que indica tendência de estabilidade nos diagnósticos.

No sábado, o País também registrou 678 mortes pela Covid-19 e chegou a 186.365 óbitos desde o começo da pandemia.

A média móvel de mortes no Brasil na última semana foi de 746. A variação foi de +27% em comparação à média de 14 dias atrás, o que indica tendência de alta nos óbitos pela doença.

Isolamento social cai

Pesquisa Datafolha divulgada pelo jornal Folha de S.Paulo mostra que o número de pessoas em isolamento recuou ao menor nível desde o início da pandemia. O instituto começou a fazer o levantamento em abril.

Segundo o levantamento, em dezembro,  7% dos entrevistados disseram que estão vivendo normalmente, sem mudar em nada sua rotina, e 54% afirmaram que estão tomando cuidado, mas saem de casa para trabalhar ou fazer outras atividades. Em 3 de abril, no começo da pandemia, esses números eram de 4% e 24%, respectivamente.