Economia Sociedade Trabalho

Caiado diz que se governo não garantir alimentação, vai haver desobediência civil e povo vai quebrar tudo

Ronaldo Caiado (Foto: Isac Pereira da Nóbrega/PR)

Ronaldo Caiado, governador de Goiás, afirma que ‘urgência urgentíssima’ é garantir alimentação e que se Jair Bolsonaro não agir rapidamente nesse sentido haverá desobediência civil e quebra-quebra

 Para o governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM), ex-aliado de Jair Bolsonaro, o Brasil vive uma situação de “urgência urgentíssima” na qual o governo federal tem que tomar medidas o mais rapidamente possível para garantir a alimentação das pessoas.

Caiado afirma que esta é a única forma para manter as pessoas em casa e garantir o isolamento social para enfrentamento ao coronavírus.

Painel da Folha de S.Paulo informa que “Caiado afirma que, se nada for feito de forma imediata, vai haver desobediência civil e o povo vai quebrar tudo”.

PUBLICIDADE

Posts