Comunicação Política

Com elogio, Bolsonaro mata a credibilidade da CNN Brasil antes mesmo da estreia

(Foto: Isac Nóbrega/PR | Divulgação)
 
 

Ao condenar a mídia corporativa tradicional e defender o jornalismo da CNN, que ainda nem estreou, Jair Bolsonaro deixa claro que a franquia brasileira da emissora faz parte de um projeto político de poder da extrema-direita no Brasil

Em sua live desta quinta-feira nas redes sociais, Jair Bolsonaro elogiou a CNN e mostrou que tem elevada expectativa do início da operação da rede americana no Brasil. . “Está para ser inaugurada uma nova TV no Brasil, a CNN Brasil. Pelo que estou sabendo vai ser uma rede de televisão diferente aí da Globo”, disse.

“Torço para que isso seja real, realmente, para que a gente possa destinar aqui, fazer com o que os nossos ministros vão dar entrevista para essa televisão e não para televisão que quando acaba, como a Globo, que é comum: ouve meus ministros, alguns não falam, é direito não falar, acaba a entrevista, mas dá a entender que aquele ministro é um bom ministro apesar do presidente”, prosseguiu.

Ao mesmo tempo, o ocupante do Palácio do Planalto defendeu o boicote a veículos da mídia corporativa nacional. Ele instou a Fiesp a se incorporar à sua cruzada contra esses veículos. “Vou ter uma reunião na Fiesp em São Paulo, agora comecinho do mês que vem, vou falar com o empresariado lá, esse assunto vai voltar à tona. E o que vou falar para o empresariado lá? Até bom adiantar aqui, entre outras coisas, obviamente. Que esses jornais, essas revistas, revista Época, jornal Folha de S.Paulo, não anunciem lá, um jornal que só mente o tempo todo, trabalha contra o governo”, afirmou.

Por seu turno, o vice-presidente de canais pagos do Grupo Bandeirantes, Paulo Saad, disse nesta sexta-feira (21), acreditar que existe “um projeto político” por trás da criação da CNN Brasil.

PUBLICIDADE