Esportes

Com volta de público ao Mineirão Atlético-MG fatura líquido R$ 1,3 milhão

Torcedor do Atlético comemora (com máscara!) vitória na Libertadores — Foto: Agência i7/Mineirão

O Clube arrecadou 1,9 milhão de reais com a venda de 14.557 ingressos, mas gastou mais de 621 mil reais; apesar da queda na audiência, ainda é o quinto maior faturamento total do Galo no Novo Minerão

 

Por Marcelo Cardoso — Belo Horizonte

 

Na polêmica volta de público ao Mineirão após mais de 500 dias, o Atlético-MG retornou para casa, além da classificação, com os cofres um pouco mais cheios. Sem arrecadar com bilheteria há quase um ano e meio, o clube faturou, líquido, com R$ 1,3 milhão de reais com a partida diante do River Plate.

Com 17.030 torcedores no Gigante, o jogo teve uma renda bruta de R$ 2.685.042. Mesmo com apenas 30% da capacidade, foi a quinta maior arrecadação bruta do time no Novo Mineirão, atrás de Galo x Olímpia (Libertadores 2013 – R$ 14 milhões), Galo x Lanús (Recopa 2014 – R$ 5,7 milhões), Galo x Flamengo (Copa do Brasil 2014 – R$ 4,6 milhões) e Galo x Grêmio (Copa do Brasil 2016 – R$ 4 milhões).

Da renda bruta total do confronto dessa quarta, R$ 1.925.042 saíram de ingressos comercializados pelo Galo. Ao todo, foram 14.557, sendo quase a totalidade para sócios-torcedores e membros do conselho do clube. O restante dos ingressos (2.473) foram vendidos pela Minas Arena, concessionária do Mineirão. Todas as informações constam no borderô da partida.

Segundo o borderô do jogo, os custos com aluguéis e seguros, taxas e impostos e despesas operacionais da partida contra o River superou a casa dos R$ 720 mil. Desse montante, R$ 621 mil foram arcados pelo Galo, enquanto a Minas Arena pagou R$ 98,9 mil.

Premiação da Conmebol

Além dos valores arrecadados com bilheteria, o Atlético ainda faturou mais R$ 10,6 milhões da Conmebol, por ter avançado à semifinal da Libertadores. Só na competição continental, o clube já assegurou R$ 40 milhões, correspondente ao avanço nas quatro fases até a semifinal.

Contando também os valores recebidos da CBF pela Copa do Brasil, já são mais de R$ 47 milhões acumulados em prêmios na temporada de 2021.

Fonte – GE

*Com adaptações