Cidade Cultura GDF

Conheça a marca do aniversário de 60 anos de Brasília

Símbolo será usado nas peças oficiais alusivas ao aniversário da cidade

AGÊNCIA BRASÍLIA *

Os monumentos, o céu e o concreto tão característicos da capital do país foram as referências utilizadas pelo designer Felipe Honda para a construção da marca oficial dos 60 anos de Brasília. Intitulado Aspas, o projeto estampará todas as ações oficiais do Governo do Distrito Federal alusivas à data, celebrada em 21 de abril de 2020.

O projeto vencedor buscou um caminho sugerido pelo design, de “solução, projeto, rota, caminho” e não da ideia que equivocadamente reduz a arte ao conceito de desenho ou criação puramente estética. É assim que Felipe Honda, autor da proposta escolhida no edital da Secretaria de Cultura e Economia Criativa (Secec), competindo com 117 outras ideias habilitadas no certame, explica como se apropriou das aspas presentes na marca como sinais gráficos que se referem e apontam, numa interpretação poética, aos monumentos da capital.

“Quando fiz o primeiro esboço, pensei em algo que se assemelhasse a um monumento, não no sentido de fazer alusão a estruturas existentes, mas sim no de captar a essência da cidade e transformar isso em algo novo”, explica o autor.

A marca dos 60 anos de Brasília também foi pensada de maneira a valorizar o todo o conceito que moldou a capital, com o cuidado de não fazer referência específica a monumentos ou obras de algum artista específico. “Vejo nessa marca um ícone de contraste como o que existe entre o céu e o concreto da arquitetura brasiliense. Nas aspas, uma alusão a Oscar Niemeyer e Lúcio Costa, sem ter a necessidade de citá-los objetivamente”, explica Felipe Honda.

Segundo o secretário de Cultura e Economia Criativa Adão Cândido, o projeto apresentado traz, de forma simples, diversos elementos de conexão com a capital, que com o passar dos anos adquiriu características próprias, que estão refletidas na marca, através dos traços e cores. “São referências sutis, que nos levam imediatamente à Brasília sem cair na obviedade”, avalia.

“É uma obra sofisticada e simples, como Brasília”, pontua o secretário ao explicar que ela será usada em toda a comunicação oficial do GDF para o aniversário, desde as peças publicitárias e institucionais até os comunicados e sinalizações.

Cândido diz, ainda, que todo o governo está empenhado nas comemorações do aniversário de Brasília, e a entrega da marca é o pontapé inicial das comemorações. São ações em todas as áreas, voltadas para celebrar a data. “A ideia é que todo o governo se engaje nessa campanha que pretende não só celebrar a capital, mas refletir sobre todo o caminho percorrido para chegarmos até aqui e pensar a Brasília que queremos para os próximos 60 anos”.

O autor
Em Brasília há 20 anos, Felipe Honda circulou entre pontos ligados pelos traços característicos da capital, como as duas asas. Formado em design gráfico pelo Instituto de Ensino Superior de Brasília – IESB e atualmente concilia a prancheta com a atividade de servidor público na Empresa Brasil de Comunicação (EBC) desde 2012. Tem se especializado em estudo das marcas e projetos de identidade visual.

Com 14 anos de experiência na área de comunicação, iniciou sua carreira como arte finalista, passando por direção de arte e de criação. Desenvolveu trabalhos para agências como Artplan, Borghi Lowe, Lew Lara, Giacometti, Umquarto Comunicação, Racionalize e Duo Design.

É co-fundador do “Enxame – casa colaborativa” e do “Art Foundry  – Estúdio de Impressão” e idealizador  do projeto “Motim – Mercado de Produção Independente”,  feira  nacional  de  publicações  independentes que ocorre anualmente em Brasília. Foi premiado na 12ª Bienal de Design Gráfico do Brasil, realizada na capital federal em 2017, com projeto de identidade visual.

* Com informações da Secretaria de Cultura e Economia Criativa 

PUBLICIDADE