Cidade Cultura GDF

Cultura inicia, em março, planejamento do Carnaval 2021 

Secretário Bartolomeu Rodrigues vai chamar escolas de samba e blocos para discutir a festividade nas próximas semanas

IAN FERRAZ, DA AGÊNCIA BRASÍLIA

Passados os quatro dias de folia do Carnaval 2020, a Secretaria de Cultura e Economia Criativa (Secec) iniciou o planejamento para a festa do ano que vem. Em março, o secretário Bartolomeu Rodrigues vai se reunir com os representantes de blocos e das escolas de samba para discutir a próxima festividade.

A pasta vai criar um grupo de trabalho para discutir o tema com perenidade e maior desenvoltura e logística. Um segmento do grupo de trabalho cuidará da parte de estrutura, pensando nos melhores locais do Carnaval. De antemão, a pasta vai conversar sobre locais hoje sobrecarregados e a descentralização da festa.

O outro segmento vai abordar o financiamento dos blocos e escolas de samba. Tudo com clareza e definindo os limites do governo na promoção da festa e as contrapartidas dos participantes.

“O Carnaval é essa festa popular, feriado nacional”, pontua Bartolomeu Rodrigues. “O Estado tem responsabilidade, mas queremos traçar uma discussão ainda mais profissional para que o governo tenha condições de continuar oferecendo seus serviços para a festa.”

Novo desenho

Em 2020, o governo local investiu R$ 4 milhões na folia. Os valores para o próximo ano dependem do orçamento disponível para o governo local. “Vamos aproveitar o período não carnavalesco para organizar melhor”, antecipa o secretário. “Sobre o desfile das escolas, vamos pensar um novo desenho”.

O Carnaval deste ano foi o da paz. Nos quatro dias de folia, 601 ocorrências foram registradas nas delegacias de polícia – de tráfico e uso de drogas a extravio de documentos, de lesão corporal a apreensão de armas brancas. O número é 18,7% menor que o do Carnaval do ano passado, com 739 registros.