Economia

Datafolha: 44% têm no auxílio emergencial a única fonte de renda

RAFAELA FELICCIANO/METRÓPOLES

Essa taxa á maior entre as pessoas que ganham até dois salários

mínimos (53%), segundo pesquisa Datafolha divulgada nesta sexta-feira

 

Saque FGTS - agência da Caixa - Ceilândia Centro Fila Filas
RAFAELA FELICCIANO/METRÓPOLES
O auxílio emergencial de R$ 600 é a única fonte de renda para 44% dos brasileiros que recebem o benefício,

diz pesquisa Datafolha publicada nesta sexta-feira (14/8) pelo jornal Folha de S. Paulo.

Essa taxa á maior entre as pessoas que ganham até dois salários mínimos (53%) e que estudaram até o ensino

fundamental (59%). Para moradores da região Nordeste que recebem o auxílio, os R$ 600 são a única fonte de renda para 52%.

O levantamento apontou também que o auxílio emergencial tem sido usado por mais da metade das pessoas (53%) para

comprar comida. Outros 25% disseram que usam o dinheiro para pagar contas e 16%, despesas de casa.

O auxílio de R$ 600 foi criado pelo governo federal para financiar famílias de baixa renda durante a crise econômica causada

pela pandemia do novo coronavírus. O governo estuda prorrogar o benefício, mas com valores menores.

PUBLICIDADE