Política

“Decisão do Fachin beneficia Moro”, diz presidente da OAB

Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil

Felipe Santa Cruz analisa que a decisão de Fachin “é correta, mas ela é melhor para o Moro do que para o ex-presidente”

Por Marcelo Hailer

O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Felipe Santa Cruz, afirmou que a decisão de Edson Fachin de anular as sentenças da Lava Jato contra o Lula “é correta, mas ela é melhor para o [ex-juiz Sergio] Moro do que para o ex-presidente”.

Santa Cruz também afirma que a decisão do ministro do STF possui outro problema que é o fato de não anular as provas obtidas de forma ilícita pelo ex-juiz Sergio Moro.

“Não anula as provas que Moro obteve de forma ilícita, como grampo telefônico na ex-presidente Dilma Rousseff e em escritórios de advocacia. E permite que Moro, além de escapar [de uma punição] quanto aos vícios da Lava Jato, ainda pode usar isso politicamente, como uma pessoa que tentou combater a corrupção e não conseguiu”, disse Cruz a Monica Bergamo, na Folha de S. Paulo.

A decisão do ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), que anulou as condenações de Lula, provocou repercussão recorde nas redes sociais.

De acordo com levantamento da consultoria Arquimedes por solicitação da CNN-Brasil, houve 450 mil citações do nome do ex-presidente no período de apenas uma hora. O acumulado de postagens na hora seguinte chegou a 800 mil.