Cidade Comunicação Saúde Segurança

Em vídeo, médico do DF anuncia “kit” contra coronavírus

Conselho Regional de Medicina disse que vai apurar o caso. Entidade fala em “propaganda enganosa”

 

Circula nas redes sociais o vídeo de um médico brasiliense anunciando kit para fortalecer a imunidade e evitar os sintomas “mais graves” da Covid-19, doença provocada pelo novo coronavírus.

Na gravação, o médico afirma que espera ajudar os pacientes com o lançamento do medicamento, produzido em parceria com uma farmácia de manipulação.

“Investir na imunidade é muito mais importante do que na prevenção, porque vai ser muito difícil escapar desse vírus”, diz o médico na gravação.

Ele pondera, no vídeo, que o medicamento “não é uma forma de prevenir o coronavírus”. Entretanto, continua: “Mas, caso você seja acometida pela doença, terá um poder de resposta imunológica suficiente para que você não tenha as complicações mais sérias”.

Veja:

O medicamento foi batizado de kit “Imunidade de Leão” – uma referência ao sobrenome do especialista em emagrecimento e performance esportiva – e é comercializado nas versões para menores de 15 anos, maiores de 15 anos e acima de 50. Os valores variam de R$ 286 a R$ 1.266.

O vídeo foi deletado dos perfis nas redes sociais do médico. A reportagem entrou em contato pelo telefone informado na página de Pedro Leão e recebeu orientação no sentido de procurar a farmácia para adquirir o produto.

A farmácia informou os valores e explicou que “o kit imunidade do dr. Pedro Leão contém ativos essenciais para auxiliar e aumentar a sua imunidade nesse momento”. Mas não deu qualquer informação sobre o real conteúdo do medicamento.

Confira:

Propaganda enganosa

O presidente do Conselho Regional de Medicina do Distrito Federal (CRM-DF), Farid Buitrago, informou que abriu sindicância para investigar a conduta do médico.

“Não existe nenhum protocolo científico sobre qualquer tratamento relacionado ao novo coronavírus. Assim, qualquer tipo de produto é propaganda enganosa. Trata-se de aproveitadores que estão tentando tirar vantagem da ingenuidade das pessoas neste momento de desespero”, afirmou Farid.

Após apresentar defesa, a conduta do médico Pedro Leão será avaliada por um colegiado, que pode decidir pela cassação do registro profissional do especialista em emagrecimento e performance esportiva.

O presidente do CRM-DF alerta, ainda, sobre falsas receitas para aumentar a imunidade compartilhadas por médicos nas redes sociais. “Nada. Nenhum medicamento ou alimento pode ser prescrito. Todas essas condutas são reprováveis. E nós estamos alertas para que a população não seja enganada”, frisou.

O outro lado
“Não digo em nenhum momento que é um remédio para o coronavírus. É um produto, meramente, para reforço imunológico, para melhorar as respostas imunológicas. Não falo em cura nem em prevenção de coronavírus”, afirmou o médico à Grande Angular.

Pedro enviou à reportagem uma imagem que, de acordo com ele, acompanhava o vídeo na rede social. Confira:

 

Fonte – Metrópoles

 

PUBLICIDADE