JUSTIÇA

Flordelis é mandante da morte de marido, aponta investigação

Michelle Bolsonaro e Flordelis (Foto: Reprodução/Twitter)

O empresário evangélico Anderson do Carmo foi assassinado dentro da própria casa no bairro Badu, em Niterói, no dia 16 de junho do ano passado.

A Polícia Civil concluiu suas investigações a respeito do assassinato do empresário evangélico Anderson do Carmo, casado com a deputada federal Flordelis (PSD-RJ) e apontou sua participação direta no crime.

Segundo informações do portal Exame, nesta segunda-feira (24), equipes da Delegacia de Homicídios de Niterói, São Gonçalo, Itaboraí e Maricá (DHNSGI) e do Ministério Público Estadual do Rio tentam cumprir nove mandados de prisão e 14 de busca e apreensão contra onze envolvidos no crime. Quatro filhos do casal já estariam presos em casa, em Niterói, na Região Metropolitana. A ação desta segunda foi chamada de Operação Lucas 12″.

Relembre o caso

O crime ocorreu na noite de 16 de junho de 2019. Anderson do Carmo foi morto, com mais de 30 tiros, na garagem da casa onde morava com a família, em Pendotiba, Niterói. Para a polícia, ficou evidenciada a intenção de matá-lo, sem que Anderson tivesse a chance de reagir.

PUBLICIDADE