Polícia

Fujão: Olavo de Carvalho saiu do Brasil às pressas após ser intimado pela PF

Olavo de Carvalho - Foto: Reprodução

O “guru” da família Bolsonaro havia sido intimado a depor no inquérito que investiga a existência de uma milícia digital que atua contra a democracia

facebook sharing button
twitter sharing button

A saída repentina do país de Olavo de Carvalho, “guru” da família Bolsonaro, tem uma explicação. Ele deixou o Brasil depois de ter sido intimado pela Polícia Federal (PF) para prestar depoimento no inquérito que investiga a existência de uma milícia digital que atua contra a democracia e as instituições.

Por intermédio de sua defesa, Olavo foi intimado no dia 9 de novembro. Em resposta, os advogados do “guru” bolsonarista disseram que ele ainda estava em tratamento de saúde, de acordo com a coluna Painel, na Folha de S.Paulo.

Olavo chegou ao Brasil em julho para seguir tratamento iniciado nos Estados Unidos, onde mora.

Porém, em seguida, ele deixou o Brasil e nesta terça (16) gravou um vídeo de sua residência nos Estados Unidos, no qual informou ter retornado “de forma repentina”.

“Eu estava no hospital e me ofereceram um voo repentino para dali a 15 minutos. Eu não ia perder essa oportunidade”, declarou, sem convencer.

“Guru” bolsonarista ironizou a fuga para os EUA: “O pessoal chama de saída à francesa”

Olavo disse, ainda, que a “coisa foi tão rápida” que não foi possível, sequer, se despedir dos médicos e enfermeiros do hospital. “O pessoal chama de saída à francesa”, ironizou.

Em sua versão, o bolsonarista alegou que a saída do pais “não foi escondida de ninguém”, mas porque disseram a ele que “ou embarca agora ou não vai ter outro voo”.

Esta foi a segunda vez que a PF tenta colher o depoimento de Olavo. Em agosto, ele também foi intimado e sua defesa já havia usado o argumento do tratamento médico para evitar que ele fosse ouvido.