Brasil LGBT

Funcionária diz que foi demitida por homofobia da empresa fundada por Salim Mattar, secretário de Bolsonaro

Salim Mattar e Jair Bolsonaro (Foto: Marcos Corrêa - PR)

A ex-funcionária da Localiza em Belo Horizonte Uiara Cavalcanti afirmou que foi demitida por ter uma relação homoafetiva com outra pessoa. A Localiza foi fundada por Salim Mattar, que integra o ministério da Economia

247 – A ex-funcionária da Localiza em Belo Horizonte Uiara Cavalcanti afirmou que foi demitida do cargo de Executiva de Vendas Internas, no último domingo (28), “sob o argumento de que eu tinha um relacionamento ‘gay’ (homoafetivo) com outra funcionária, que aliás, também foi demitida”. A Localiza foi fundada por Salim Mattar, secretário especial da secretaria de Desestatização do ministério da Economia do governo Jair Bolsonaro (Sem Partido).

De acordo com o relato de Uiara no Facebook, o chefe “nos disse que não aceitaria esse tipo de coisa, segundo as palavras dele: ‘Poderia ser até o Neymar da equipe que esse tipo de coisa ele não toleraria’. Ele também nos disse que estávamos sendo vigiadas 24 horas dentro e fora da empresa, ele enviou uma outra funcionária na casa que eu dividia com a minha colega de trabalho, para saber onde dormíamos e verificar se realmente existiam dois quartos na casa. Ele disse ainda, que não poderíamos acusá-lo de preconceito porque ele é negro, o que para mim também é uma fala totalmente racista”.

Uiara afirmou que “esse suposto relacionamento não existe, somos apenas amigas”. “Ainda que existisse não consigo admitir que a Localiza, que tanto se orgulha de ser uma das melhores empresas para se trabalhar no país, podia concordar com esse tratamento desigual por motivo desqualificante e injusto, que implicou nas nossas demissões”, acrescentou.