Cidade GDF Saúde

GDF recebe doação de 10 mil máscaras da Embaixada da China

Parte das máscaras será para pessoas em situação de vulnerabilidade. Fotos: Divulgação

Parte das doações será para pessoas em situação de vulnerabilidade

 

AGÊNCIA BRASÍLIA* | EDIÇÃO: ISABEL DE AGOSTINI

O Governo do Distrito Federal, por meio do Escritório de Assuntos Internacionais, recebeu nesta terça-feira a doação de 10 mil máscaras da Embaixada da República Popular da China para ajudar no combate a pandemia da Covid-19. A doação ocorre em meio a várias ações de cooperação entre o GDF e a embaixada chinesa, que passaram a enfocar a área da saúde desde o início deste momento de crise vivenciado pelo mundo.

Uma parte das máscaras será direcionada à Secretaria de Desenvolvimento Social do DF, que as distribuirá para as pessoas que se encontram em situação de vulnerabilidade no Distrito Federal, atendidas em seus equipamentos públicos, que têm sofrido intensamente os efeitos da pandemia. A outra metade será destinada aos profissionais da Secretaria de Saúde, que atuam diretamente no combate à doença.

O uso de máscaras é recomendável pela Organização Mundial da Saúde para evitar a propagação do vírus e, em Brasília, o uso desse equipamento de proteção é obrigatório, segundo o Decreto nº 40648, de 23 de abril de 2020 “em todos os espaços públicos, vias públicas, equipamentos de transporte público coletivo, estabelecimentos comerciais, industriais e de serviços e nas áreas de uso comum dos condomínios residenciais e comerciais”.

Cooperação contínua

O governo chinês, por meio de sua Embaixada no Brasil, tem sido um grande parceiro e fornecido apoio constante ao Distrito Federal durante esta emergência de escala global.

Já foram realizadas, desde abril, videoconferências entre profissionais da saúde do DF  e médicos chineses das cidades de Chong Qing, Wuhan e Pequim, para a troca de conhecimentos e coleta de informações acerca das experiências vivenciadas pelos chineses no combate à propagação à doença.

Além disso, a empresa chinesa Huawei doou ao Distrito Federal 12 mil máscaras para serem utilizadas no hospital de crise construído no Estádio Nacional Mané Garrincha, bem como disponibilizou um sistema de Inteligência Artificial para o diagnóstico da Covid-19 por meio de imagens de tomografia, instalado no HRAN, hospital de referência para o tratamento da Covid-19.

Outra ação que teve a China como participante, juntamente com mais de setenta representações diplomáticas, foi a campanha “GDF e Embaixadas Unidos contra a Covid”, promovida pelo Escritório de Assuntos Internacionais, em parceria com o Comitê de Emergência Covid-19, por meio da qual foram arrecadadas mais de 30 toneladas de alimentos e 500 kits de higiene, além de máscaras e luvas a serem distribuídas à população carente do DF.

* Com informações Escritório de Assuntos Internacionais

PUBLICIDADE