Brasil Saúde

Generais são contra militar assumindo a Saúde: ‘é levar para o colo das Forças Armadas o problema da Covid’

(Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil)

Ministros militares já avisaram Jair Bolsonaro que botar um militar a frente do Ministério da Saúde é “levar para o colo das Forças Armadas o problema da Covid”

 Os ministros militares que compõem o governo Jair Bolsonaro são contra a indicação de um militar para o comando do Ministério da Saúde. A informação é do colunista Lauro Jardim, do O Globo.

A especulações em torno do sucessor de Nelson Teich, que deixou o governo nesta sexta-feira (15), cogitam nomes como o do general Eduardo Pazuello, atual ministro interino, e o contra-almirante Luiz Froes, diretor de Saúde da Marinha.

“Os ministros já disseram a Bolsonaro que botar um militar para ser o número 1 da Saúde é “levar para o colo das Forças Armadas o problema da Covid”, de acordo com o relato de um desses generais”, destacou o jornalista.

Entre os civis, o nome cotado é do deputado Osmar Terra, ex-ministro da Cidadania de Bolsonaro. Ele também não conta com o apoio dos militares.

PUBLICIDADE