Brasil Economia Política

Governo Bolsonaro prepara projeto desenvolvimentista Pró-Brasil, que levará à saída de Guedes

Jair Bolsonaro e Paulo Guedes (Foto: Reuters)
 
 

Mirando a reeleição em 2022, Jair Bolsonaro irá lançar nas próximas semanas o programa “Pró-Brasil”, com impacto de R$ 35 bilhões no orçamento. Medida vai em contraponto ao modelo “de não furar o teto de gastos” defendido pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, e poderá causar sua saída do governo

Mirando a reeleição em 2022, Jair  Bolsonaro irá lançar nas próximas semanas o programa Pró-Brasil, que tem como pilar o investimento de  R$ 35 bilhões na ampliação de obras públicas para ajudar a recuperação econômica pós-pandemia. Segundo reportagem do jornal O Globo, o pacote motivou desavenças entre o ministro da Economia, Paulo Guedes e Rogério Marinho, titular do Desenvolvimento Regional, além do general Braga Netto, chefe da Casa Civil, defensores da proposta.

A proposta poderá causar a saída de Guedes do governo, que é contrário ao pacote. O ministro da Economia entende que o sinal passado com uma eventual burla ao teto de gastos seria péssimo, com repercussão sobre a situação econômica do país. Guedes argumenta que é mais importante construir regulamentos que permitam a ampliação do capital privado e que os R$ 35 bilhões não seriam suficientes para recuperar a atividade econômica.

A reportagem ainda revela que, em mais um aceno da equipe econômica contrária ao pacote, nesta terça-feira (12) os secretários especiais de Desestatização, Salim Mattar, e o de Desburocratização, Gestão e Governo Digital, Paulo Uebel, pediram demissão. O próprio ministro da Economia reconheceu a “debandada” na equipe, que vem se sentindo escanteada.

PUBLICIDADE