Brasil Política

Haitiano está certo, Bolsonaro não é mais presidente.

Por –  Ataíde Santos

E a terra tremeu ao som das panelas tupiniquins

 

O panelaço dos últimos dias pelo Brasil inteiro deixou claro que o povo brasileiro não está mais apoiando de forma incondicional Jair Bolsonaro. A ficha caiu!

A defesa intransigente do ainda ocupante do Planalto pelos seus eleitores está cada vez menos evidente. Vê-se aqui e acolá alguma defesa de pequenos grupos, mas não os grupos imensos de eleitores orgulhos e de peito estufado que desfilavam pelas ruas e avenidas envergando o kitminion, camisa da seleção, bermuda meias soquete, tênis de grife e uma bandeira brasileira no pescoço, nos kits mais… evidentes da ausência de inteligência do seu portador, tinham ainda as bandeiras israelenses e a norte americana, e ainda chamando o presidente de capitão, simulando, ou não, certa intimidade com o ainda morador do Palácio da Alvorada.

Alegações diversas podem ser enumeradas para o previsto fracasso desse governo destrambelhado e cheio de mistérios; Falta de decoro, quebra de protocolos, e, escandalosas provas de inaptidão para o cargo são dadas diuturnamente pelo comandante e comandados dessa nau desgovernada e ainda mais agora, empesteada pelo corona vírus.

A fala do haitiano dizendo que Bolsonaro não é mais presidente  parece ter sido a senha para muitos daqueles que acreditando em papais Noiés e Mulas sem-sem-cabeça, que votaram perturbados, influenciados, pela voz bem colocada de Willian “Homer” Bonner, na certeza que tirando o PT o Brasil seria o paraíso dos contos de fadas.

Nos dias 17 e 18/03 , voltamos ouvir o som das panelas, pelo Brasil inteiro; e agora? A quem queremos banir? O coronavirus ou o bolsovirus? O primeiro mata por semanas ou meses, já segundo,  por anos, ou décadas. Façam sua escolha.

 

PUBLICIDADE