Cidade Saúde

Hran só atenderá casos da Covid-19

Atendimentos de emergência serão transferidos para HUB e Hmib. Confira em quais unidades ficarão as demais especialidades

AGÊNCIA BRASÍLIA *

O Hospital Regional da Asa Norte (Hran) será esvaziado, até o final da semana, para atender somente casos de Covid-19. O objetivo é deixar a unidade hospitalar totalmente disponível para internação de pacientes com coronavírus, sejam adultos ou crianças.

“Apenas os queimados continuarão no Hran e a ala terá um fluxo restrito. Já conseguimos retirar 90% dos outros pacientes, só continuam internados casos mais delicados, como pacientes de cardiologia, em que é mais difícil de encontrar vaga disponível em outros hospitais”, explica o secretário adjunto de Assistência, Ricardo Tavares.

Os pacientes que não têm coronavírus começaram a ser retirados do Hran no último dia 22. O transporte foi feito pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu-DF) e pelo Corpo de Bombeiros Militar (CBM). São pacientes com outras doenças como, diabetes descompensada, hipertensão descontrolada e pacientes cirúrgicos.

Os critérios para transferência dos pacientes são: região de residência do paciente, necessidade clínica e disponibilidade de vagas. Todos eles foram levados para os hospitais das regiões administrativas de onde eles residem ou que sejam mais próximos de suas residências.

Especialidades
Para esvaziar a emergência do Hospital Regional da Asa Norte (Hran) os pacientes que não sejam suspeitos de coronavírus devem procurar os hospitais que atendem sua Região de Saúde. As especialidades de Pediatria e Clínica Médica serão distribuídas em todos os hospitais da rede, exceto o Hospital de Base, que é referência em trauma.

Foto: Agência Brasília/Arquivo

Os pacientes da Região Central (Asa Norte, Lago Norte, Asa Sul, Varjão, Vila Planalto e Cruzeiro) e da Região Centro-Sul (Guará, Candangolândia, Núcleo Bandeirante, Estrutural, SIA, SCIA, Riacho Fundo I e II e Park Way) deverão procurar os hospitais Universitário de Brasília (HUB) e o Materno Infantil de Brasília (Hmib).

Os atendidos pela Região Central de Saúde que precisarem de emergência nas especialidades de Ginecologia e Obstetrícia devem procurar o Hospital Universitário de Brasília (HUB). Já os da Região Centro-Sul devem procurar o Hospital Materno Infantil de Brasília (Hmib).

Quem for procurar o pronto atendimento oftalmológico será redirecionado ao Instituto Hospital de Base e ao Hospital Regional de Taguatinga (HRT); os oftalmologistas lotados no Hran deverão dar reforço a estes dois serviços.

Os atendimentos para brasilienses com fissura labiopalatal do Hran ocorrerão nas dependências do Adolescentro. Os procedimentos cirúrgicos que não puderem ser postergados serão realizados no Hospital da Criança de Brasília (HCB) pela equipe do Hran.

O Programa Cris Down será redirecionado para a Policlínica da 514 Sul. Já os ambulatórios do Hran/Policlínica serão mantidos cardiologia, psicologia, psiquiatria, fisioterapeutas e terapeutas ocupacionais no Hran para atendimento aos casos de Covid-19 e retaguarda das equipes do Hran, as demais especialidades serão redirecionadas para a Policlínica da Região Central (514 Sul, CEDOH e Adolescentro).

O Hospital Universitário de Brasília (HUB) receberá os pacientes atualmente internados no Hran para prestar o serviço de Hemodiálise. O serviço de internação para privados de liberdade será redirecionado: pacientes clínicos para o Hospital da Região Leste (Hospital do Paranoá)  e cirúrgicos para o Instituto Hospital de Base.

Já o atendimento com soroterapia para animais peçonhentos será referenciado para o Hospital Regional do Guará (HRGu).


Cirurgias eletivas de classificação vermelha serão redirecionadas para os seguintes hospitais:

Cirurgias oncológicas
Hospital Universitário de Brasília (HUB) e Instituto Hospital de Base;

Oftalmológicas
Instituto Hospital de Base e Hospital Regional de Taguatinga (HRT);

Cirurgias Torácicas, Otorrino e Urologia
Instituto Hospital de Base


Com informações da Secretaria de Saúde

PUBLICIDADE

Posts