Justiça Mídia

Justiça determina que IstoÉ retire do ar reportagem que retrata Olavo de Carvalho como “bobo da corte”

Reprodução

Reportagem chamava o astrólogo de “o imbecil”. Revista também terá que pagar indenização de R$ 40 mil

Por Luisa Fragão

A Justiça de São Paulo determinou que a revista IstoÉ retire do ar uma reportagem de 2019 em que retrata Olavo de Carvalho, guru do bolsonarismo, como “bobo da corte”. A revista também terá que pagar uma indenização de R$ 40 mil.

“Não se trata, aqui, de juízo de censura (sempre prévio), mas de remoção de conteúdo nitidamente aviltante”, escreveu o desembargador Mathias Coltro, segundo informações da coluna de Mônica Bergamo, na Folha de S.Paulo.

Em maio de 2019, a publicação estampou na capa uma foto do astrólogo vestindo um chapéu de bobo da corte, com o título de “O Imbecil”. A capa foi inspirada no livro “O Imbecil Coletivo”, do próprio Olavo.

Em sua defesa, a IstoÉ havia afirmado que exerceu o seu legítimo direito de crítica e de liberdade de imprensa, e que não os excedeu. A revista disse ainda que tornou o astrólogo “personagem central da reportagem e capa justamente em razão das desrespeitosas e nada republicanas postagens” que faz nas redes sociais.