Política Segurança

“Liberdade para Galo e Gessica” torna-se o assunto mais comentado do Twitter no Brasil

Paulo Galo (Foto: Reprodução)

“É para intimidar, é ditadura”, escreveu um internauta sobre a prisão de Paulo Galo após o ativista atear fogo na estátua de Borba Gato

 

 Após o líder de entregadores de aplicativos, Paulo Lima, conhecido como ‘Paulo Galo’, ser preso nesta quarta-feira (28) por ter participado do incêndio à estátua de Borba Gato, bandeirante explorador de indígenas, no último sábado (24) em São Paulo, internautas passaram a pedir a liberdade do ativista e de sua esposa, Géssica Barbosa, que também foi presa.

Por volta das 16h30, a hashtag “#LiberdadeParaGaloEGessica” ocupava a primeira posição no ranking de assuntos mais comentados no Twitter do Brasil.

Políticos e anônimos publicaram diversas mensagens de apoio a Galo e pediram sua soltura. “Toda prisão é política, ainda mais em tempos de guerra aberta contra os pobres, é para intimidar, é ditadura”, escreveu um usuário.

Veja a repercussão: