Brasil Política

Mandetta e sua fama meteórica

O agora ex-ministro (graças à Deus), deve ter ouvido Janaína Pascoal quando disse que deixasse à Bolsonaro o desgaste de demiti-lo do Ministério. O que é uma mecha de cabelo quando já se está careca?

Mandetta decidiu que não pediria pra sair, teve seus 15 minutos de fama, virou manchete de sites, jornais e blogs. Foi aplaudido de pé ao chegar para sua última entrevista coletiva. Mas… e daí?

Querendo sair do ministério no auge da fama, sua fritura foi tão longa que deu-se a impressão que ao ex- da saúde faltou brio, culhão mesmo. A fritura foi tão longa que esturricou. Era a cada momento um: “sai hoje” “ sai daqui ´pouco”  “saio amanhã”… foi demais e algumas pessoas, poucas, o equivalente as torcidas do Flamengo e Corínthians juntas, já não podiam mais ouvir falar no agora ex-ministro (graças à Deus), Mandetta. Entre essa multidão, o governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha,  foi um que disse: “Já vai tarde”. Depois dizem que Bolsonaro é burro… acreditem…   Desgastou com super exposição o subordinado que queria brilhar mais que ele, o demitiu e criou um novo inimigo, está nas manchetes,  e Mandetta…??? Marcha a passos largos para o panteão dos esquecidos.

Coincidentemente ontem, data da demissão de Mandeta,  é também dia do aniversário dessa foto:

 

PUBLICIDADE