Cidade GDF

Ministério Público do DF pede informações a Ibaneis após fala sobre corrupção na saúde

Por G1 DF

Governador fala sobre as filas na farmácias de alto custo no Bom Dia DF

Governador fala sobre as filas na farmácias de alto custo no Bom Dia DF

O Ministério Público do Distrito Federal (MPDFT) informou, nesta terça-feira (3), que solicitou informações ao governador Ibaneis Rocha (MDB), ao secretário de Saúde Osnei Okumotto, e ao controlador-geral do DF, Paulo Martins, sobre possíveis irregularidades na saúde local.

O requerimento foi apresentado após declarações feitas pelo chefe do Executivo em entrevista à TV Globo, nesta terça. À ocasião, Ibaneis disse que na Secretaria de Saúde há “corrupção na maior forma possível”.

“Eu não sei onde está o Ministério Público que não fez, não prendeu os que estão lá dentro”, afirmou.

Em nota, o MPDFT informou que enviou ofício pedindo o “envio de documentos, relatórios e processos administrativos, em meio eletrônico, no prazo de dez dias úteis, a contar do recebimento [do pedido]”.

A nota diz que “para o promotor de Justiça Clayton Germano, o chefe do Executivo tem a obrigação e o dever de repassar às autoridades competentes informações sobre ilicitudes de que tenha conhecimento”.

Declarações sobre a saúde

Ibaneis Rocha em entrevista na TV Globo — Foto: TV Globo/ReproduçãoIbaneis Rocha em entrevista na TV Globo — Foto: TV Globo/Reprodução

Durante a entrevista, Ibaneis comentou problemas da saúde local. Questionado sobre o Hospital de Santa Maria, que está com atendimento restrito, o governador atribuiu a situação a um reflexo da demanda nas regiões do Entorno do DF.

“No Entorno, a região de Valparaíso [do Goiás] e Luziânia está o maior caos do mundo por conta da dengue. Todos eles estão sendo atendidos no Hospital de Santa Maria. Eu não posso assumir toda a demanda de lá, todos de uma vez”, disse.

Questionado sobre as frequentes filas na farmácia de alto custo, o governador informou que o Banco de Brasília (BRB) está desenvolvendo um aplicativo para a distribuição de medicamentos à domicílio.

“O BRB vai cadastrar e desenvolver um aplicativo para que todas essas famílias recebam os remédios em casa”, disse. Segundo Ibaneis, a previsão de conclusão da ferramenta é de até 15 dias.

Outras polêmicas

A culpa é do Sérgio Moro’ diz governador Ibaneis, sobre tráfico de drogas no DF

Também durante a entrevista, Ibaneis comentou a criminalidade na capital e disse que ela é motivada principalmente pelo tráfico de drogas. Além disso, culpou o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro pelo problema.

“A grande discussão é essa. O roubo de carros aqui é para transformar em drogas. Tudo aqui está girando em torno das drogas. A droga vem da fronteira. A culpa é do doutor Sérgio Moro”, disse.

Ao fazer balanço da gestão até então, Ibaneis disse que “segurança pública não é só responsabilidade do Distrito Federal, é responsabilidade de todos”.

Questionado sobre as declarações do governador, o Ministério da Justiça e Segurança Pública informou que “atua de forma ostensiva para combater o tráfico” e que “além de isolar chefes de facções, tirou dinheiro das mães de criminosos, leiloando os bens deles”. A pasta afirma ainda que “bateu recordes de apreensão de drogas por meio da Polícia Federal e da Polícia Rodoviária Federal”.

PUBLICIDADE

Posts