Cidadania Geral

Moto Paco Social leva milhares de motociclistas às ruas de Brasília

+FOTOS: https://www.flickr.com/photos/pacobritto/albums/72157716981829541

De máscaras e capacetes, evento promovido pelo vice-governador tem intuito social de arrecadar brinquedos para crianças carentes do DF

 

Quem passou pelas ruas de Brasília na manhã deste sábado (21) notou que haviam muitos motociclistas nas avenidas. Centenas. Aliás, eram cerca de 1 mil. Mais que para um passeio tradicional em suas motocicletas “iradas”, o encontro teve o foco solidário: a segunda edição do Moto Paco Social, encontro criado pelo vice-governador Paco Britto, com o intuito maior de arrecadar brinquedos para serem distribuídos para crianças carentes do Distrito Federal.

Neste ano, a pandemia mudou um pouco a dinâmica do evento. Além dos capacetes, todos tinham como “uniforme” a máscara de proteção. Além disso, dois pontos de apoio foram montados na Praça do Cruzeiro, local marcado para a saída do percurso, com distribuição de máscaras e álcool em gel. “Não podemos esquecer que ainda vivemos uma pandemia, portanto, todos os cuidados são extremamente importantes”, frisou Paco, que estava acompanhado de sua esposa, Ana Paula Hoff.

A doação dos brinquedos também aconteceu de forma diferenciada. Um ponto drive thru foi criado no local para quem quisesse entregar a doação, mesmo que não tivesse uma motocicleta para acompanhar o percurso. No final do ano, como presente de Natal, crianças da Estrutural, Sol nascente e áreas rurais do DF receberão os brinquedos doados no evento. No ano passado foram mais de 5 mil. “Ainda não fechamos a contagem, mas neste ano vamos superar este número, com certeza”, destacou Ana Paula Hoff.

“Não poderíamos, porém, era deixar de fazer esse evento que tem um cunho social importante. A solidariedade não está de quarentena e as crianças vão ficar muito felizes ao receberem esses brinquedos”, completou o vice-governador.

 

Quase 30 motoclubes e entidades participaram do Moto paco Social 2020: Missionários, Abutres, Candangos, Asas de Águia, Os Kafas, Êxodos, Diamantes do Asfalto, entre outros. Sem shows e food trucks para evitar aglomerações – como na edição do ano passado -, os motociclistas se encontraram na Praça do Cruzeiro para entregarem as doações e de lá seguiram para o percurso até o balão do Jardim Botânico, retornando à praça para dispersão.

PUBLICIDADE

Posts