Cidade CLDF JUSTIÇA Política

MP e polícia fazem buscas na casa do distrital Robério Negreiros por suspeita de fraude em folhas de ponto

O deputado distrital Robério Negreiros (PSD) — Foto: CLDF/Divulgação

O deputado distrital Robério Negreiros (PSD) voltou a ser alvo da operação Absentia, deflagrada pelo Ministério Público e pela Polícia Civil.

Negreiros, que está no terceiro mandato na Câmara Legislativa do DF, é investigado por suspeita de fraude em mais de 50 folhas de ponto da Câmara Legislativa assinadas pelo parlamentar.

Em maio, reportagem da TV Globo mostrou que Negreiros assinou a lista de presença na CLDF enquanto estava de viagem em Orlando, nos Estados Unidos.

Na manhã desta quinta-feira (29), promotores do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) cumpriram mandados de busca e apreensão na casa do deputado, no Lago Sul, e na residência do servidor Arlécio Gazal, diretor legislativo da CLDF.

O único objeto apreendido foi o celular de Negreiros. Os promotores pretendem buscar possíveis provas nas trocas de mensagens do parlamentar.

Em nota enviada pela assessoria de imprensa, Robério Negreiros disse que “estranha o fatiamento das diligências”, pois “tem mantido uma postura colaborativa com as investigações”.

“Os questionamentos sobre aferição de presenças estão sobejamente [abundantemente] esclarecidos na manifestação unânime da Mesa Diretora da CLDF, amparada em pareceres técnicos que atestam a inexistência de normatização interna para o controle de frequência”, completou.

Outras fases

Esta é a terceira fase da operação Absentia – que, em latim, significa “ausência”. Negreiros foi o alvo das duas primeiras:

  • Em 4 de julho, Ministério Público e Polícia Civil cumpriram mandados de busca e apreensão no gabinete de Robério Negreiros.
  • Em 12 de julho, o alvo foi o escritório do deputado distrital no Conic, no Setor de Diversões Sul – o espaço é alugado com dinheiro da verba indenizatória, repassada a deputados para custeio exclusivo de despesas com a atividade parlamentar.

MP e Polícia Civil cumprem mandados de busca e apreensão em gabinetes do distrital Robério Negreiros na 1ª fase da operação Absentia — Foto: Arquivo pessoal MP e Polícia Civil cumprem mandados de busca e apreensão em gabinetes do distrital Robério Negreiros na 1ª fase da operação Absentia — Foto: Arquivo pessoal

MP e Polícia Civil cumprem mandados de busca e apreensão em gabinetes do distrital Robério Negreiros na 1ª fase da operação Absentia — Foto: Arquivo pessoal

A suspeita é de que ele tenha cometido os crimes de peculato e de falsidade ideológica.

Em discurso na CLDF, em 25 de junho, o deputado distrital negou as acusações. “Nenhuma sombra, indício, ou evidência mostra má-fé. Ao contrário, o padrão do meu comportamento corrobora a boa-fé nesse episódio. Sou eu que, antes e posteriormente a esse episódio, venho cobrando o ponto eletrônico, que existe em vários parlamentos, como Senado e Câmara Federal”, disse.

PUBLICIDADE