Política

“O Brasil precisa seguir o exemplo da Colômbia e ocupar de vez as ruas”, diz Altman

(Foto: Felipe L. Gonçalves/Brasil247 | Amanda Perobelli/Reuters)

O jornalista, em entrevista à TV 247, avaliou que as manifestações do 29M já conseguiram mudar a conjuntura nacional. Para ele, o momento é ideal para uma escalada dos protestos e “o objetivo deve ser colocar abaixo o governo”.

O jornalista Breno Altman, em entrevista à TV 247, analisou as manifestações do 29M e defendeu que a tarefa principal seja a de intensificar a mobilização nas ruas até que o governo Bolsonaro seja colocado abaixo.

“Eu fiz uma brincadeira no Twitter que vou repetir aqui. A nossa estratégia deveria ser a da ‘colombinização’ do país. Isso não quer dizer todo mundo se vestir de colombina no Carnaval, mas sim tomar o exemplo da Colômbia. Uma escalada imparável contra Jair Bolsonaro. Manter a mobilização nas ruas e intensificá-la é a tarefa principal. Gerar o clima de mobilização nacional para colocar abaixo o governo, essa é a lógica, colocar abaixo esse governo. Ou seja, lutar pelo auxílio emergencial de R$ 600, pela vacinação em massa, contra a reforma administrativa, contra as privatizações e todas essas lutas enfeixadas nesta consigna, ‘Fora Bolsonaro’”, disse o jornalista.

Altman destacou que os protestos já mudaram a conjuntura nacional. Segundo ele, o momento é ideal para uma escalada:

“É necessário que a esquerda mostre aos demais setores populares menos organizados que ela está em combate, que ela dá o exemplo, que ela vai para a rua, que ela enfrenta o risco, que ela se organiza com as cautelas sanitárias devidas. É importante isso para que os setores menos organizados sigam esse exemplo. Política é a força do exemplo. Muita gente que não foi sábado porque não acreditava na força dos atos, ou porque teve medo, se diz arrependida. Não é nada disso. Cada um tem seu tempo, sua condição, sua obrigação. É diferente. As pessoas não têm a mesma obrigação”, concluiu.