Justiça

Orçamento secreto abastece cidade onde pai de Arthur Lira é prefeito

Prefeito de Barra de São Miguel (AL), Benedito de Lira (Foto: Lia de Paula)

O repasse ocorrerá por meio da superintendência da Companhia de Desenvolvimento do Vale do São Francisco (Codevasf) em Alagoas, comandada por um primo de Lira, João José Pereira Filho

247 – A cidade de Barra de São Miguel (AL), governada pelo prefeito Benedito de Lira, pai do presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), foi recebeu R$ 3,8 milhões provenientes de emendas do relator, ou seja, por meio do chamado orçamento secreto. A informação foi publicada pelo jornal O Globo.

O repasse ocorrerá por meio da superintendência da Companhia de Desenvolvimento do Vale do São Francisco (Codevasf) em Alagoas, comandada por um primo de Lira, João José Pereira Filho. Joãozinho, como ele é conhecido, chegou ao cargo em abril deste ano por indicação do próprio presidente da Câmara. O recurso sairá dos cofres do Ministério do Desenvolvimento Regional, comandado por Rogério Marinho.

Emenda de relator é um mecanismo pelo qual o deputado ou senador escolhido relator do orçamento daquele ano tem o poder de encaminhar diretamente aos ministérios sugestões de aplicação de dinheiro da União. Mas não é divulgado o nome do parlamentar que figura como autor de tal solicitação.

STF é contra orçamento secreto

Os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) Rosa Weber, Cármen Lúcia e Luís Roberto Barroso votaram na madrugada desta terça-feira (9) contra a execução do chamado orçamento secreto.

Jair Bolsonaro montou um “orçamento secreto” no final do ano passado no valor de R$ 3 bilhões em emendas para reforçar o apoio da base bolsonarista no Congresso. Neste ano, de 2021, ele acelerou a liberação de dinheiro a deputados na véspera da votação da PEC dos Precatórios, ocorrida na madrugada da última quinta-feira (4).