Política

Para limpar imagem de bolsonarismo, DEM discute lançar Mandetta candidato à presidência em 2022

O DEM, que se encontra rachado, debate internamente a ideia de lançar candidato à presidência em 2022 para afastar a ideia de que já está fechado com Bolsonaro. O nome mais forte da sigla até agora é o do ex-ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta

247 – Depois que o racha entre líderes que deixou a impressão de que o partido pode apoiar a reeleição de Bolsonaro, o DEM já discute lançar um nome como pré-candidato à Presidência da República. A eleição na Câmara provocou uma divisão entre os principais caciques, com bate-boca público entre o presidente da sigla, ACM Neto, e o ex-presidente da Câmara, Rodrigo Maia. O nome que desponta até agora na sigla é o do ex-ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta

Uma parte do partido acredita que, desta forma, seria possível estancar a ideia de que se tornou um partido bolsonarista que já está fechado com o titular do Planalto para a reeleião em 2022.

Segundo a jornalista Mônica Bergamo da Folha de S.Paulo, o nome mais forte do partido hoje é o do ex-ministro da saúde Luiz Henrique Mandetta.

A desconfiança de que o DEM poderá apoiar Bolsonaro surgiu depois do racha do partido na disputa pela presidência da Câmara dos Deputados. A legenda ficou oficialmente neutra, mas na prática diversos dos seus deputados votaram no candidato de Jair Bolsonaro, Arthur Lira, que venceu a eleição.