Segurança Tecnologia

Perfis do Instagram são clonados para golpe em site que vende nudes

Carolina Ochsendorf/TechTudo
 
 
Por Ana Letícia Loubak, para o TechTudo

Com funcionamento semelhante ao de uma rede social, os sites OnlyFans e JustForFans permitem que os usuários vendam fotos íntimas e outros tipos de conteúdo adulto aos seguidores (fãs), que pagam uma taxa mensal para acessar os materiais postados.

O golpe usa conteúdos publicados no Instagram de pessoas jovens, especialmente mulheres, para criar perfis falsos que atraem usuários a páginas fraudulentas do OnlyFans e JustForFans hospedadas no construtor de sites Wix. Com visual muito semelhante ao da plataforma original, o site falso, vinculado à bio do Instagram, pede que a vítima insira informações bancárias para desfrutar um teste gratuito do serviço.

Usadas como isca, as contas falsas no Instagram adotam o mesmo nome e foto de perfil da conta original, além de biografia e arroba similares aos da pessoa que teve as fotos roubadas. Para atrair seguidores, a conta fake segue centenas de pessoas que seguem e interagem com o usuário autêntico. Após criarem o perfil falso, os criminosos bloqueiam a conta real, impedindo a vítima de saber que o fake existe.

Página inicial do site OnlyFans — Foto: Reprodução/OnlyFans

Página inicial do site OnlyFans — Foto: Reprodução/OnlyFans

A modelo Alay Bowker está entre as pessoas que tiveram o perfil do Instagram clonado. Ela foi avisada por amigos e seguidores de que havia uma conta na rede social e no site JustForFans usando suas fotos e vídeos.

O que dizem o Wix e o Instagram

Procurado pela Vice, o Wix não se manifestou sobre o caso. O Instagram, por sua vez, disse que “não permite que pessoas se passem por outras” e que “não vai tolerar extorsão ou assédio desta natureza”.

“Recomendamos que as pessoas denunciem esses falsificadores e golpes. Não queremos que ninguém tenha a conta falsificada ou seja enganado desta ou de qualquer outra, então continuaremos melhorando nossos sistemas e equipes para garantir que estejamos agindo o mais rápido possível para manter nossa comunidade segura”, afirmou o Instagram em comunicado à Vice.

Alay Bowker, no entanto, disse que ela e seus amigos denunciaram a conta falsa ao Instagram, mas a rede social só tirou o perfil do ar após seis dias, pouco tempo depois de a Vice questionar a empresa de Mark Zuckerberg sobre o caso.

PUBLICIDADE