Economia

Petrobras anuncia terceira alta na gasolina em pouco mais de um mês

Carro é abastecido em posto de combustível (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Reajuste nas distribuidoras será de R$ 0,15 por litro, em média, ou 8,19%, e vale a partir desta terça-feira (19); companhia aponta variação do petróleo e do dólar

Por Fabíola Salani

Pela terceira vez em pouco mais de um mês, a Petrobras anunciou nesta segunda-feira (18) que vai reajustar o preço da gasolina para as distribuidoras. O aumento, que vale a partir desta terça-feira (19), será de R$ 0,15 por litro em média, segundo a companhia. Isso significa um reajuste de 8,19%.

No dia 15 de dezembro, a petroleira havia anunciado um aumento de 3% no preço da gasolina. Menos de 15 dias depois, em 28 de dezembro, ela informou que uma nova alta seria aplicada, desta vez de 5%.

Como das últimas vezes, a justificativa para esse novo aumento foi a alta do preço do petróleo nas últimas semanas e uma desvalorização do real diante do dólar nos últimos dias. A petroleira defende que seus preços seguem o que chama de paridade de importação, impactada por esses fatores.

O valor do barril do petróleo tipo Brent estava em US$ 51,09 em 29 de dezembro e US$ 54,76 no fechamento desta segunda-feira (18). Já o dólar estava cotado nesses dias respectivamente a R$ 5,183 e R$ 5,305.

A estatal salientou, na nota, que o preço dos combustíveis para o consumidor “é diferente do valor cobrado nas refinarias pela Petrobras”. E ainda destaca que o repasse dos reajustes aos postos não é obrigatório, automático ou na mesma medida, pois não há tabelamento de preços de combustíveis no país.