Economia

Petrobras aumenta preço da gasolina pela sétima vez no ano

Painel em posto com preço da gasolina reajustado pela sétima vez em 2021 (Reprodução)

Gasolina teve alta de R$ 0,05 nas refinaria, enquanto o Diesel, que acumula seis reajustes, ficou R$ 0,10 mais caro. Prestes a assumir a presidência da Petrobras, general Lula e Silva tem mandado funcionários tirarem as máscaras para conhecer melhor os subordinados

Por Plinio Teodoro

Pela sétima vez no ano, nesta sexta-feira (16), os brasileiros amanheceram com aumento no preço dos combustíveis. Em meio à transição na presidência, com o general Joaquim Silva e Luna já despachando em um dos prédios da estatal, a Petrobras reajustou os preços da gasolina e do diesel em sua política de paridade internacional.

O litro da gasolina subiu R$ 0,05 por litro, passando de R$ 2,59 para R$ 2,64 nas refinarias. No acumulado do ano a gasolina acumula alta de 43,4% nas refinarias.

O diesel teve alta média por litro de R$ 0,10, passando de um preço médio de R$ 2,66 para R$ 2,76 nas refinarias. Esse é o sexto aumento desde janeiro. No ano, o diesel acumula alta de 36,6% nas refinarias.

Em nota, a Petrobras disse que o “alinhamento dos preços ao mercado internacional é fundamental para garantir que o mercado brasileiro siga sendo suprido sem riscos de desabastecimento pelos diferentes atores responsáveis pelo atendimento às diversas regiões brasileiras”.

Transição
Nesta sexta-feira (16), Silva e Luna deve substituir oficial Roberto Castello Branco na presidência da Petrobras.

Sem máscara, general já trabalha presencialmente na estatal e, segundo o Valor Investe, tem mandado funcionários a retirarem o artefato de proteção contra a Covid-19, sob o pretexto de que ele possa conhecer melhor os rostos dos subordinados.