Cidade Mobilidade

Projeto para BRT na Hélio Prates é aprovado

Secretaria de Desenvolvimento Urbano chancela oficialmente as melhorias previstas para o sistema viário da região, em Ceilândia

AGÊNCIA BRASÍLIA *

Com a aprovação do projeto de sistema viário, a implantação do Bus Rapid Transit (BRT) na Avenida Hélio Prates, em Ceilândia, cumpre mais uma etapa. A Portaria nº 15, publicada no Diário Oficial do Distrito Federal desta quarta-feira (22), chancela as melhorias previstas para a via e as imediações, bem como as mudanças em estacionamentos e no paisagismo da área.

O projeto, elaborado pela Secretaria de Obras e Infraestrutura, integra o Corredor Oeste de Transporte Público do Distrito Federal, que prevê o fortalecimento da mobilidade urbana em todo o território por meio do transporte coletivo. Para tanto, a proposta se baseia na Lei de Uso e Ocupação do Solo (Luos) e no Plano Diretor de Transportes Urbanos do Distrito Federal (PDTU).

Na primeira etapa, o projeto de sistema viário aprovado pela Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação abrange 1,7km de extensão, entre as vias N3 e M1 – quadras QNN 17, QNN 18, CNN 1, CNN 2, QNN 1, QNN 2, QNM 2 e QNM 1.

Uma das alterações previstas é a criação do corredor exclusivo para o BRT no canteiro central da Avenida Hélio Prates. Serão instaladas estações de embarque ao sistema alinhadas com as paradas de ônibus atuais e integradas às linhas locais que já atendem à região. Devem ser agregadas ao canteiro central também uma ciclovia e uma faixa de arborização.

As paradas de ônibus à direita da Hélio Prates serão requalificadas, de forma a comportar três ônibus e a acomodar adequadamente os passageiros. O mobiliário urbano também será recomposto, com a instalação de bancos, paraciclos e lixeiras padronizadas.

Faz parte do projeto ainda a criação de rota acessível para ordenar o fluxo de pedestres e favorecer a circulação de pessoas com deficiência. Nesse sentido, uma das medidas é manter as passagens de pedestre no mesmo nível da calçada e colocar rampas e faixas táteis de sinalização.

Os bolsões de estacionamento voltados para as Quadras QNN 17, QNN 18, QNN 1, QNN 2, QNM 1 e QNM 2 também passarão por mudanças. Neles, serão criadas vagas para pessoas com deficiência, idosos, motos e bicicletas.

Por fim, o paisagismo propõe o plantio de espécies como a palmeira locuba, o jacarandá mimoso, o ipê branco, entre outros. Com a aprovação do SIV, segue-se à tomada de providências por demais órgãos do Governo do Distrito Federal para a execução das obras.
A expectativa é que até o mês de junho a Secretaria de Obras licite a primeira etapa da obra, que consiste na readequação dos estacionamentos e construção de calçadas.

Com informações da Seduh

PUBLICIDADE