Justiça

PSB quer investigação sobre compra de salmão por até R$ 240 o quilo pelas Forças Armadas

Foto: Pixabay

A dieta dos militares também inclui filé mignon, picanha e uísque; menu dos quartéis também deve ser questionado no Tribunal de Contas da União

Por Marcelo Hailer

Dez parlamentares do PSB pediram ao Procurador Geral da República, Augusto Aras, para incluir na apuração sobre as compras de iguarias pelas Forças Armadas os processos de aquisição de milhares de quilos de bacalhau, de salmão, 100 kg do medalhão do peixe cujo quilo custou R$ 240 (cujo valor no mercado varia entre R$38 e R$60), e 1 milhão de quilos de filé mignon.

Segundo a representação encaminhada à Procuradoria Geral da República (PGR), os dados foram coletados no painel de preços do Ministério da Economia e confirmados no site Comprasnet, endereço que registra os pregões de compras do governo.

“É um poço sem fundo. Quanto mais investigamos, mais absurdos e irregularidades encontramos. Se não bastasse o governo comprar picanha e cerveja, ainda tem o corte mais caro do bacalhau, uísque e conhaque e com indícios de superfaturamento”, afirma o deputado Elias Vaz de Andrade (PSB-GO).

“Além da PGR, eu e mais nove deputados do PSB vamos levar essas informações ao Tribunal de Contas da União. Também estamos discutindo propor a instalação da CPI das compras do governo na Câmara Federal”, declarou Vaz de Andrade.