Tecnologia

Quer ser verificado no Instagram? Rede conta quais os critérios para conseguir

Policiais Militares do Distrito Federal; em imagem de arquivo — Foto: PMDF/ Divulgação

Editado por Douglas Ciriaco/Canaltech

InstagramTudo sobre Instagram

Conseguir o selinho de verificação do Instagram é uma meta para empresas e influenciadores digitais, afinal a rede social nunca revelou com detalhes como é feita a avaliação dos pedidos submetidos. Essa falta de transparência levava a muitas reclamações e a situações bem bizarras, como perfis com mil seguidores verificados enquanto outros, com mais de 300 mil, eram negados.

Isso pode ter mudado a partir de agora: o Instagram afirmou ter feito atualizações nos últimos meses para tornar o processo de candidatura mais simples e direto. A rede revelou as mudanças e também listou os critérios, de forma objetiva, para agilizar a vida de quem precisa do selo.

O Instagram divulgou quais os critérios usa para considerar ou não um perfil verificado (Imagem: Reprodução/Instagram)

A verificação é a forma encontrada pelo Instagram de mostrar que aquela conta é notável e verdadeira, como forma de garantir que aquela pessoa é mesmo quem diz ser. Empresas e personalidades costumam dividir espaço com vários perfis fakes na rede e o selo ajuda os admiradores a saberem qual é o verdadeiro.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Como obter o selo de verificado no Instagram?

A primeira novidade é a submissão do pedido a partir de um formulário atualizado no próprio aplicativo, tanto no Instagram quanto no Facebook. As informações solicitadas e documentos agora estão mais nítidos para que não reste dúvida do que você vai precisar comprovar na hora de obter a aprovação. Para ser verificado, a primeira regra é seguir os Termos de Uso e as Diretrizes da Comunidade, bem como estes critérios:

  • Deve representar uma pessoa real, uma empresa registrada ou uma entidade;
  • Deve ser a presença única da pessoa ou empresa que ela representa — entidades notáveis (por exemplo, organizações ou veículos de imprensa) também são elegíveis;
  • Apenas uma conta por pessoa ou empresa pode ser verificada, com exceção para contas específicas de idiomas distintos;
  • Deve ser pública e ter uma biografia, foto de perfil e pelo menos um post;
  • Deve representar uma pessoa, marca ou entidade bem conhecida e frequentemente pesquisada.

Como é possível notar os critérios são bem óbvios, mas o último ponto é o que mais complica para a maioria das pessoas. Como definir se você é uma “pessoa, marca ou entidade bem conhecida”? Uma pessoa pode ser bem conhecida no seu bairro ou no seu estado, mas um completo anônimo em nível nacional. Segundo o Instagram, as contas que aparecem como fontes da imprensa são consideradas relevantes, o que não se aplica a conteúdo pago ou promocional.

O selinho mostra que aquela conta é verdadeira (Imagem: André Magalhães/Canaltech)

No intuito de evitar a “discriminação” com perfis mais regionalizados, os desenvolvedores vão permitir que a pessoa envie até cinco matérias publicadas pela imprensa para ajudar os times a terem contexto na hora de revisar os pedidos. Sair no blog do seu vizinho não terá a mesma relevância de dar entrevista para um jornal local, por exemplo, por isso é bom caprichar nas fontes.

A plataforma alega ter expandido sua lista de fontes de notícias confiáveis, inclusive com a adição de canais e sites voltados para a população negra, LGBTQIA+ e latina, bem como de vários veículos do mundo. Mesmo assim, a rede não cita quais seriam esses veículos de comunicação, por isso fica difícil precisar o quão relevante precisa ser para entrar no radar do Instagram.

O que não se pode fazer

Primeiramente, os perfis verificados devem funcionar como um espelho de comportamento, razão pela qual o Instagram/Facebook solicitam o fiel cumprimento das regras de ambas as plataformas. A rede social explica que ter esse endosso não significa que as pessoas terão favorecimento algorítmico ou algum destaque extra.

Segundo o Instagram, após receber o selo, não é possível movê-lo para outra conta, mesmo que pertença à mesma empresa ou pessoa. Nesse caso, será necessário retrabalhar tudo do zero para que o perfil atenda às características e assim consiga novamente a autenticação.

Contas com robôs podem ser banidas pelo Instagram, além de serem facilmente detectadas pelas pessoas (Imagem: Reprodução/Indie Hackers)

Também é preciso tomar cuidado para que a sua conta não seja considerada como atitude suspeita ou mal-intencionada. Se a rede descobrir que as informações prestadas são falsas ou que a pessoa vendeu a conta verificada a outros, o perfil pode ser banido. Uso de robôs ou métodos artificiais para inflar números é considerado descumprimento das regras e pode gerar consequências.

Com mais visibilidade, as contas podem entrar no alvo de bandidos que querem tomar o controle para aplicar golpes. O ideal é manter sempre a autenticação de dois fatores ativada e uma senha forte, pois não há mecanismos especiais para quem é verificado ou não. Se perder a conta, além da dor de cabeça de recuperá-la, o proprietário ainda pode acabar penalizado por atividades irregulares feitas pelos criminosos usando o perfil, por isso fique ligado sempre.

E aí, já está pronto para solicitar o verificado na sua conta? Conte aqui nos comentários se você tiver sucesso após seguir as dicas do Instagram.

Fonte: Instagram