Política

Reduto de Arthur Lira, Arapiraca é uma das cidades que mais receberam emendas do orçamento secreto

Arthur Lira (Foto: Cleia Viana/Câmara dos Deputados)

Orçamento secreto controlado por Arthur Lira favorece seus redutos eleitorais e de outros líderes do Centrão

 Reportagem do Globo revela que a cidade de Arapiraca, no Oeste de Alagoas, reduto do presidente da Câmara, Arthur Lira, foi a segunda que mais teve valores de emendas empenhadas até aqui: R$ 64 milhões. O total é quatro vezes maior que o das emendas individuais reservadas a cada congressista.

Lira controla o orçamento secreto, com o qual favorece seus próprios redutos eleitorais, os dos demais líderes do Centrão e ainda faz barganha para assegurar resultados favoráveis em votações de interesse do governo Bolsonaro, do qual é aliado.

Alvo de investigações no Tribunal de Contas da União (TCU), de críticas de especialistas em transparência nas contas públicas e com a execução suspensa temporariamente pela ministra do STF Rosa Weber, as “emendas de relator” têm beneficiado mais neste ano cidades que são redutos eleitorais de lideranças políticas do Centrão e aliados do governo. Ao contrário das emendas individuais, fatia do Orçamento que é dividida igualmente entre todos os parlamentares — em 2021, cada um, da base ou da oposição, teve direito a indicar o destino de R$ 16 milhões a serem gastos pelo Executivo —, as emendas de relator são repartidas sem um critério claro e sem transparência na sua execução, assinala a reportagem.

Arthur Lira controla, junto com os ministérios da Secretaria de Governo e da Casa Civil e os líderes partidários mais próximos, as planilhas que marcam a distribuição das emendas de relator.

Caciques do PP e do PL, os dois maiores partidos do Centrão e que formam o principal pilar da base de Bolsonaro no Congresso, têm suas bases entre as cidades que lideram o ranking.