Economia Internacional

Submissão de Bolsonaro a Trump trava a venda de 150 aviões da Embraer para o Irã

(Foto: Reuters)
 
 

Aos brasileiros, o recém-nomeado embaixador do Irã, Hossein Gharib, disse estar “com o cartão no bolso”, ou seja, pronto para comprar 150 aviões da empresa brasileira, mas o governo Bolsonaro não deve levar o negócio adiante

Num momento de depressão econômica e crise aguda na indústria aeronáutica, o Brasil deve perder uma venda de 150 aeronaves para o Irã, em razão da submissão de Jair Bolsonaro aos interesses de Donald Trump. É o que informa o jornalista Fábio Murakawa, em reportagem publicada no Valor Econômico.

“O alinhamento do governo Jair Bolsonaro com os Estados Unidos e as sanções americanas vêm travando a possibilidade de vendas de dezenas de jatos comerciais da Embraer para o Irã. Fontes ouvidas pelo Valor relatam que a embaixada iran

iana procurou recentemente o Palácio do Planalto e o Ministério das Relações Exteriores (MRE) para conversas nas quais, entre outras coisas, demonstrou a disposição de adquirir 150 aeronaves para aéreas locais”, aponta Murkawa.

Ele lembra ainda que o recém-nomeado embaixador do Irã, Hossein Gharib, disse estar “com o cartão no bolso”, ou seja, pronto para comprar 150 aviões da empresa brasileira, mas afirma que dificilmente o Brasil se engajará para que um negócio desse porte com o Irã saia do papel.

O jornalista também ressalta que Bolsonaro promoveu desde o início de seu governo uma forte aproximação com dois arqui-inimigos dos iranianos: Israel e Estados Unidos.

PUBLICIDADE

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com