Brasil JUSTIÇA Política

Vídeo revela que Bolsonaro queria proteger família com troca na Polícia Federal

Jair Bolsonaro - Foto: Reprodução

O conteúdo do vídeo seria devastador para o presidente que teria acusado a PF do Rio de Janeiro de perseguir sua família

O blog da jornalista Andréia Sadi, do G1, revelou nesta terça-feira (12) que na reunião ministerial do dia 22 de abril o presidente Bolsonaro disse que trocaria o superintendente da Polícia Federal (PF) no Rio de Janeiro por causa da perseguição a sua família.

“O vídeo da reunião ministerial de 22 de abril que faz parte do inquérito sobre a suposta tentativa de interferência de Bolsonaro na Polícia Federal é devastador para o presidente da República”, disseram fontes ouvidas pelo blog.

Há informações de que a PF possui material importante das investigações sobre as atividade de Fabrício Queiróz, acusado de comandar o esquema de “rachadinha” no gabinete do então deputado estadual Flávio Bolsonaro, atual senador e filho do presidente.

Durante o encontro, Bolsonaro diz que sua família sofre perseguição no Rio de Janeiro e que, por isso, trocaria o chefe da superintendência da PF no Rio. O presidente acrescentou que, se não pudesse fazer a substituição, trocaria o diretor-geral da corporação e o próprio ministro da Justiça – à época, Sergio Moro .

Na reunião, Bolsonaro, que apresentava um tom de irritação e mau humor, trata o superintendente da PF do Rio como seu segurança, e afirma que não iria esperar sua família ser prejudicada.