Política

Voto virtual pode estar sendo fraudado na Câmara dos Deputados

Plenário da Câmara dos Deputados 03/02/2020 (Foto: REUTERS/Adriano Machado)

A Câmara detectou que assessores têm votado no lugar de deputados, o que constitui fraude passível de cassação de mandatos

Chegou à mesa da Câmara a informação de que assessores têm votado no lugar de parlamentares, o que pode levar à cassação de mandatos.

O voto virtual foi instituído em março de 2020 devido à pandemia da Covid. Esta modalidade de votação pode estar sendo fraudada. A direção da Câmara reconhece essa possibilidade e afirma que está estudando formas de eliminar a falha.

Em caráter reservado, parlamentares afirmam que os quóruns obtidos nas sessões virtuais têm ocorrido sem que haja efetiva participação, com boa parte dos votantes passando todo o tempo com o áudio e o vídeo de seus aparelhos celulares ou computadores desligados, informa a Folha de S.Paulo.