wordpress counter
Geral

Com mãos na cabeça, alunos no DF são revistados por PMs durante aula

0

pm-sala-01

Ação tem apoio da escola, do GDF e do Ministério Público; sindicato critica.
Um dia antes, estudante foi detido por desacato por não permitir revista.

Luciana AmaralDo G1 DF

Policiais militares revistaram alunos dentro de salas de aula de uma escola pública de Brasílianesta quinta-feira (21) durante o período letivo. Fotos feitas por um estudante que não quis se identificar mostram alunos com as mãos na cabeça enquanto têm bolsas e mochilas revistadas.

Essas revistas foram feitas a pedido dos pais e da direção para preservar os alunos. A de hoje [quinta] já estava programada entre a gente. A maioria quer estudar, mas tem um grupinho que causa tudo isso. Tem gente que está pedindo para sair daqui com medo da violência”
Eric de Sales, vice-diretor do Centro de Ensino Fundamental 05

O caso ocorreu no Centro de Ensino Fundamental 05 no Paranoá. A revista foi pedida pela direção da escola, para tentar coibir a entrada de armas e drogas na instituição. Nada foi encontrado durante a ação da polícia. A direção diz que a instituição “vive uma disputa territorial” de gangues rivais.

A Secretaria de Educação afirmou ao G1 que apoia as decisões dos diretores da escola e possui uma parceria com o Batalhão Escolar com rondas até as 18h30 e visitas educativas às escolas.

Esta foi a oitava vez em um mês que policias fizeram revista na escola. Na quarta-feira (20), um aluno de 17 anos que se recusou a ser revistado foi detido por desacato. De acordo com a Polícia Civil, ele foi levado para a Delegacia da Criança e do Adolescente e liberado após o responsável assinar um termo de comparecimento à Justiça.

Um estudante de 15 anos que passou pela revista nesta quinta disse que três policiais entraram nas classes durante as aulas acompanhados pela diretora da escola. Eles olharam mochilas, bolsos e roupas dos alunos. Ele disse que parte dos estudantes não aprovou a iniciativa.

“Teve muita gente indignada. Eu mesmo me senti invadido, porque fizeram isso sem permissão. A direção já comentava que ia pedir uma ronda surpresa por causa do cheiro forte de maconha que fica [na escola]”, afirmou.

O vice-diretor do colégio, Eric de Sales, disse que os “grandes problemas” da instituição são o tráfico e as gangues. “Essas revistas foram feitas a pedido dos pais e da direção para preservar os alunos. A de hoje [quinta] já estava programada entre a gente. A maioria quer estudar, mas tem um grupinho que causa tudo isso. Tem gente que está pedindo para sair daqui com medo da violência.”

Segundo ele, nas revistas anteriores feitas na escola, um estudante foi pego com drogas e encaminhado para a Delegacia da Criança e do Adolescente. “Fui com ele e conversei bastante com a família. Não abandonamos ninguém.”

PMs revistam bolsas de alunos durante horário de aula no CEF 05 (Foto: Reprodução)

PMs revistam bolsas de alunos durante horário de
aula no CEF 05 (Foto: Reprodução)

O comandante do Batalhão Escolar do DF, tenente-coronel Júlio César de Oliveira, disse que a medida é comum nas escolas públicas da capital, mas realizada somente em “situações mais extremas” e em parceria com a comunidade.

“Sempre fazemos isso com a aprovação do diretor. O ambiente lá está complicado. A comunidade escolar não está mais aguentando. O cheiro de drogas é insuportável. Temos três linhas de ação: a preventiva, comunitária e repressiva, a última a ser adotada. Ela só é usada quando temos questões mais sérias, como a desta quinta. Para a prevenção temos o Proerd [Programa Educacional de Resistência às Drogas]”, declarou.
(mais…)

Postado por Ataíde Leia mais Comentar Tags:, , , , ,
Educação

Ministro Mangabeira Unger explicará projeto Pátria Educadora na terça

0

imagem_materia

O ministro da Secretaria de Assuntos Estratégicos (SAE) da Presidência da República, Mangabeira Unger, será ouvido em audiência pública promovida pela Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE), na terça-feira (26).

Mangabeira Unger explicará o planejamento do governo federal para o desenvolvimento e a qualificação dos ensinos fundamental e médio no Brasil previstos no documento “Pátria Educadora: a qualificação do ensino básico como obra de construção nacional”, lema da presidente Dilma Rousseff no segundo mandato.

O objetivo do requerimento da senadora Ana Amélia (PP-RS), também assinado por Cristovam Buarque (PDT-DF) e Simone Tebet (PMDB-MS), é conhecer as diretrizes do governo federal e as plataformas para melhorar principalmente os ensinos básico e médio, bem como saber quais são os recursos que planeja destinar à educação no projeto.

(mais…)

Postado por Ataíde Leia mais Comentar Tags:, , , , , , ,
Politica

Deputados aprovam a criação de banco de desenvolvimento do Brics

0

img20140225162275774704MED

Objetivo do banco é financiar projetos de infraestrutura e de desenvolvimento sustentável do Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul e de outras economias emergentes.

O Plenário da Câmara dos Deputados aprovou nesta quinta-feira (21) a criação de um banco de desenvolvimento com atuação internacional ligado ao Brics – bloco formado por Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul.

O objetivo é financiar projetos de infraestrutura e de desenvolvimento sustentável (públicos e privados) dos próprios membros do bloco e de outras economias emergentes.

A nova instituição, que recebeu o nome de Novo Banco de Desenvolvimento (NBD), decorre de acordo assinado pelos integrantes do bloco no ano passado em Fortaleza. O texto aprovado é o do Projeto de Decreto Legislativo (PDC) 63/15.

O NBD será uma instituição aberta a qualquer membro das Nações Unidas. Os sócios fundadores, no entanto, manterão um poder de voto conjunto de pelo menos 55%. Além disso, nenhum outro país individualmente terá o mesmo poder de voto de um membro dos Brics.

Fonte alternativa

(mais…)

Postado por Ataíde Leia mais Comentar Tags:, , , , , ,
Sociedade

Debatedores: diálogo é solução para ódio contra a comunidade LGBT

0
Na parte da tarde do seminário nesta quarta-feira, o ódio nas redes sociais foi um dos principais temas debatidos.

Na parte da tarde do seminário nesta quarta-feira, o ódio nas redes sociais foi um dos principais temas debatidos.

Gabriela Korossy / Câmara dos Deputados

Representantes da sociedade civil, religiosos e deputados defenderam nesta quarta-feira, na Câmara, a ampliação do diálogo com a diversidade para combater o discurso de ódio presente em redes sociais contra minorias, em especial contra a comunidade LGBT. Eles participaram do 12º Seminário LGBT do Congresso Nacional, que tem o tema “Nossa vida d@s outr@s – A empatia é a verdadeira revolução”.

Para Raquel Recuero, pesquisadora das áreas de redes sociais e comunidades virtuais e professora da Universidade Católica de Pelotas, o discurso de ódio presente nas redes sociais está relacionado ao poder simbólico e às formas de dominação. “Acabamos reproduzindo e legitimando com curtidas esse discurso online”, alertou.

Recuero afirmou que analisou redes sociais e viu associação de discursos de ódio contra minorias, como homossexuais e negros, em especial em uma cultura de indiretas com piadas críticas: “A piada reforça o discurso negativo. As pessoas são culturalmente preparadas para falar algumas coisas.” De acordo com ela, deve haver um enfrentamento não em relação às pessoas que proferem discursos de ódio, mas ao discurso em si. A pesquisadora defendeu o investimento em educação para as redes sociais, para evitar a reprodução de discurso de ódio.

Ódio no Facebook

(mais…)

Postado por Ataíde Leia mais Comentar Tags:, ,
Geral

Paranormal mundialmente famoso fala ao blog sobre Dilma e Rollemberg

0

José Acleildo

 

Além dessa, centenas são as previsões posteriormente confirmadas, de Acleildo, como o acidente nuclear em Goiânia, em 1987, “quando que alguém iria acreditar em acidente nuclear no Brasil?”, interpela o vidente. O atentado às torres gêmeas, em N. York, a volta de Felipão ao comando da seleção brasileira, entre tantos outros em diversas áreas.Nascido em Pernambuco, José Acleildo de Andrade começou a ter visões ainda novinho, mas disse que só começou a entender o fenômeno entre os 12 e 14 anos, “quando recebi uma revelação através de sonho de que as águas chegariam até a minha casa e eu deveria avisar a minha mãe para subir as coisas. Imagine, minha casa ficava em uma distância tal do rio que ninguém acreditaria naquilo facilmente. Mas poucos dias depois veio uma tromba d’água e vi minha casa ser invadida por ela”.

(mais…)

Postado por Ataíde Leia mais Comentar
Geral

Registros de casos de compartilhamento de fotos íntimas aumentam

0
Com o aumento do uso da internet por adolescentes o compartilhamento de fotos íntimas se tornou um perigo para muitos jovens que não medem os riscos dessa exposiçãoValter Campanato/Agência Brasil

Ana Lúcia Caldas – Repórter do Radiojornalismo Edição: Lílian Beraldo

O compartilhamento de fotos íntimas em sites e aplicativos para smartphones, como o Whatsapp, tem se tornado cada vez mais comum com o aumento do uso da internet por adolescentes. A prática, entretanto, se tornou um perigo para muitos jovens que, na maior parte das vezes, não medem os riscos dessa exposição. Entre os exemplos mais comuns e que fazem mais vítimas está o sexting – divulgação de mensagens, fotos ou gravações de conteúdo erótico ou sensual por meio eletrônico, principalmente, celulares.

Um levantamento da organização não governamental (ONG) Safernet, que há oito anos tem um serviço de denúncias online, aponta que, em 2014, foram registrados 224 casos de sexting – um aumento de 120% em relação a 2013 – quando foram registrados 101 casos.

Em 2012, a instituição inaugurou um serviço de ajuda em tempo real. Por meio do Helpline, os adolescentes têm a possibilidade de conversar e explicar a sua situação por meio de um chat.

A instituição tem realizado várias campanhas de alerta com depoimentos de jovens que foram vítimas de sexting. Os relatos, em geral, envolvem ameaças, sofrimento e o medo da reação de outras pessoas.

Postado por Ataíde Leia mais Comentar Tags:, , , ,
Politica

Governo costura reajuste menor para o Judiciário

0
 6359
Agência Estado: 
Na tentativa de evitar uma crise com o Supremo Tribunal Federal (STF), o governo Dilma Rousseff deflagrou uma operação esta semana para fechar um acordo que adie a entrada em vigor de um reajuste para os servidores do Poder Judiciário. Preocupado em cumprir a meta do ajuste fiscal, o Palácio do Planalto quer mudar uma proposta de concessão de aumento para a categoria, que tramita no Senado, que causaria um impacto nas contas públicas de cerca de R$ 1,5 bilhão, se for aprovada ainda este ano.

Na reunião da coordenação política da segunda-feira, 11, Dilma foi avisada pelo líder do governo no Senado, Delcídio Amaral (PT-MS), que a proposta tinha reais chances de ser aprovada na quarta-feira, 13, pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Casa, último passo antes da votação final em plenário. Após passar sem alarde pela Câmara, o projeto estava pronto para ir à análise na CCJ, com parecer favorável do presidente da comissão e relator, João Maranhão (PMDB-PB).

Pega de surpresa, Dilma cobrou a equipe econômica por não ter monitorado o projeto e deu aval a Delcídio e ao ministro do Planejamento, Nelson Barbosa, costurarem um acordo com o STF e com os servidores. O primeiro passo concreto do governo foi não garantir a presença mínima de senadores aliados, o que levou ao cancelamento da reunião da CCJ que votaria a proposta. Na prática, o Executivo ganhou ao menos uma semana de prazo para negociar.

Durante a semana, Nelson Barbosa procurou o presidente do Supremo, Ricardo Lewandowski, para discutir o projeto. Lewandowski disse “compreender” as dificuldades econômicas que o País enfrenta, mas assegurou que ainda trabalha pela recomposição das perdas salariais dos servidores.

Em outra frente, Delcídio Amaral começou a trabalhar para defender uma proposta alternativa de reajuste. A aliados, o líder do governo tem dito que vai defender a aprovação do projeto na CCJ e apresentará um requerimento para que a matéria, por ter impacto orçamentário, também tramite na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE), da qual é presidente. Ciente que não tem como barrar o reajuste de outro Poder, que considera justo, ele quer que na CAE seja aprovada uma proposta que, ao menos, adie para 2016 a entrada em vigor do aumento escalonado da categoria em três anos.

Delcídio já sondou o senador Walter Pinheiro (PT-BA) para ser o relator da matéria na CAE. Pinheiro disse que topa relatar o projeto, desde que os sindicalistas e o STF concordem com o acerto costurado. O petista, que já se manifestou publicamente a favor do projeto na CCJ, disse que é preciso garantir uma boa estrutura da Justiça com remunerações atrativas aos servidores, que, lembrou, estão sem um plano de carreiras desde 2006. “Dilma deveria demitir todo mundo se não soubesse do projeto”, afirmou.

A proposta costurada por Delcídio ainda não foi levada às bancadas do PT e do PMDB, as duas maiores do Senado. “Ainda não sei do acordo”, disse o senador Romero Jucá (PMDB-RR), que já se disse a favor da proposta na CCJ. Embora ressalve que as negociações estejam a cargo do líder do governo, o líder do PT no Senado, Humberto Costa (PE), disse se preocupar com o fato de um eventual reajuste para os servidores do Judiciário se tornar “piso” para outras categorias do funcionalismo. “Do jeito que está (sem as modificações), antecipo que a bancada será contra”, disse.

O governo conta com um trunfo nas negociações para evitar o custo do reajuste este ano. Se a articulação do líder do governo fracassar e o projeto for aprovado na CCJ e no plenário, Dilma não precisará sequer vetar a proposta. Isso porque ela não tem eficácia imediata, uma vez que não foi incluída na Lei Orçamentária de 2015 uma previsão de recursos para bancar o reajuste, o que, na prática, impede a concessão do aumento, exceto se o Congresso aprovar um crédito suplementar. Os envolvidos nas negociações, contudo, preferem discutir uma proposta alternativa a ter de enfrentar o desgaste político de não pagar o reajuste de um outro poder.
Crédito: Gervasio Baptista

Postado por Ataíde Leia mais Comentar Tags:, , , , ,
Politica

Governo do DF vai ficar mais quatro meses sem contratar

0

O argumento é que aumentos salariais oneraram a folha de pagamento e a receita paralisou

O argumento é que aumentos salariais oneraram a folha de pagamento e a receita paralisou

Millena Lopes
millena.lopes@jornaldebrasilia.com.br

Um quadrimestre se passou e tudo indica que o Governo do Distrito Federal deverá permanecer impedido de fazer novos gastos com pessoal, por ter ultrapassado o limite prudencial imposto pela Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF). O secretário da Casa Civil, Hélio Doyle, diz que, embora ainda não haja números oficiais, é possível dizer que o governo continuará refém da limitação. “Não conseguiu (sair), porque a arrecadação não aumentou e a despesa com pessoal aumenta todo mês”, explica.

As consequências de ultrapassar o limite de 49% da Receita Corrente Líquida são “muito ruins para todos”, reconhece o secretário. E inclui desde a redução de cargos e funções comissionadas, a redução de carga horária e de salários, proporcionalmente, até a exoneração de servidores não efetivos e, por fim, de servidores concursados.

“A despesa de pessoal aumenta todos os meses, por que tem o crescimento vegetativo da folha e, depois, tem os aumentos concedidos pelo governo anterior, que impactam todos os meses. E a receita não está crescendo”, argumenta.

Em setembro,  a situação deve piorar. Diz  Hélio Doyle. “Vão entrar diversos aumentos de diversas categorias. “E as despesas com pessoal podem chegar a 49% da Receita Corrente Líquida com grande facilidade”, explica o secretário, reiterando que a arrecadação tem sido frustrada.

O aumento da receita, argumenta o secretário, é crucial para evitar que o governo extrapole o teto de gastos, conforme a LRF. “A gente tem que fazer alguma coisa para não chegar nesse extremo”, diz, citando que as sanções podem inviabilizar a máquina, já que o governo pode ficar sem receber transferências voluntárias, obter garantia de outro ente e contratar operações de crédito.

“Situação é feia” (mais…)

Postado por Ataíde Leia mais Comentar Tags:, , ,
Politica

Comissão de Ética da Presidência pede mais informações a Thomas Traumann

0
***ARQUIVO*** BRASÍLIA, DF, 19.12.2014: O ministro da Secretaria de Comunicação da Presidência da República, Thomas Traumann, dá entrevista sobre a pesquisa brasileira de mída de 2015. (Foto: Alan Marques/ Folhapress)

***ARQUIVO*** BRASÍLIA, DF, 19.12.2014: O ministro da Secretaria de Comunicação da Presidência da República, Thomas Traumann, dá entrevista sobre a pesquisa brasileira de mída de 2015. (Foto: Alan Marques/ Folhapress)

Paulo Victor Chagas – Repórter da Agência Brasil Edição: Fábio Massalli

Ao se reunir nesta segunda-feira (18), a Comissão de Ética Pública da Presidência da República decidiu conceder dez dias de prazo para que o ex-ministro da Secretaria de Comunicação da Presidência (Secom), Thomas Traumann, volte a se pronunciar no processo que apura a conduta dele no vazamento de um documento interno do Palácio do Planalto.

Após ter recebido esclarecimentos do ex-ministro e da própria Secom, o colegiado deliberou desta vez por solicitar a Traumann que se manifeste sobre as informações prestadas pela pasta.

Na reunião de hoje da Comissão de Ética, tomou posse o professor de direito constitucional Marcelo Figueiredo. Ele assume na vaga do ex-presidente do órgão Sepúlveda Pertence, que pediu renúncia em setembro de 2102. Figueiredo é professor da  Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP) e autor de diversos livros, entre eles a Probidade Administrativa, Comentários à Lei 8.429/1992 (sobre sanções a agentes públicos no caso de enriquecimento ilícito).

Postado por Ataíde Leia mais Comentar Tags:, , , ,
Geral

0

sergiomoro1

Escrito por: Miguel do Rosário
Fonte: O Cafezinho

Para variar, a denúncia “premiada” de Ricardo Pessoa ao Ministério Público começou a vazar à imprensa antes mesmo dos órgãos repressores divulgarem oficialmente o seu conteúdo.
Pelo que já foi divulgado, todavia, não terá grandes novidades.
A defesa de Pessoa, que não é boba, entrou no jogo desesperado da Procuradoria e do Judiciário, inteiramente baseado em delações, sem se importar muito com a existência de provas.
Pessoa é forçado a jogar conforme as regras de uma justiça de exceção, lançando um pouco de carne às feras da mídia, senão quiser ser despachado novamente para as masmorras de Moro.

(mais…)

Postado por Ataíde Leia mais Comentar Tags:, , , , ,
Sociedade

Ação marca início de campanha contra o abuso de crianças e adolescentes

0

hqdefault

Iniciativa da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, com participação do governo de Brasília, pretende mobilizar comunidade para o enfrentamento da violência

Da Agência Brasília, com informações da Secretaria de Desenvolvimento Humano e Social

17 de maio de 2015 – 17:42

Com o lema “Faça bonito. Proteja nossas crianças e adolescentes”, a Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República dá início à campanha do 18 de Maio — Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. O objetivo é mobilizar a população para o enfrentamento da violência sexual contra crianças e adolescentes. A principal ação federal será nesta segunda-feira (18), no estacionamento do Parque Ana Lídia, no Parque da Cidade, das 9 às 12 horas.

Meninos e meninas atendidos pelos Centros de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) de Sobradinho e do Plano Piloto farão uma caminhada pelo fim da violência. Às 11 horas, haverá o pronunciamento do ministro dos Direitos Humanos, Pepe Vargas, de representantes do Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente, do Comitê Nacional de Enfrentamento à Violência Sexual, de ONGs e de parlamentares. Para o encerramento, balões serão soltos em alusão às vítimas de violência sexual.
(mais…)

Postado por Ataíde Leia mais Comentar Tags:, , , , , , ,
Politica

Falta de legislação federal dificulta combate à homofobia

0
lgbt-couple1

Camila Boehm – Repórter da Agência Brasil Edição: Denise Griesinger

A ausência de leis federais que protejam a população LGBT (lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais) é um dos principais obstáculos para o combate à homofobia e à transfobia. Até o momento, nenhum projeto de lei que criminalize preconceito e discriminação por causa de orientação sexual ou identidade de gênero conseguiu ser aprovado nas duas casas do Congresso Nacional.

“A gente perdeu o PL 122, eu acho que o grande problema da homofobia são as barbáries cometidas em nome dela, os crimes, as violências, desde a psicológica até a violência física. Isso tudo só vai ter jeito no dia em que criminalizarem a homofobia. A gente perdeu feio quando o PLC 122 foi emperrado”, disse Yone Lindgren, coordenadora de política nacional da Articulação Brasileira de Lésbicas (ABL).

A proposta original do Projeto de Lei 122 nasceu em 2001, pela então deputada Iara Bernardi (PT-SP). Após cinco anos, foi aprovado pela Câmara dos Deputados, mas, ao chegar ao Senado Federal, o projeto não avançou. Para a relatora a bancada conservadora impediu a tramitação do projeto. “No Senado, essas forças religiosas muito conservadoras conseguiram paralisar o projeto”, disse.

O projeto altera a Lei do Racismo, que prevê a punição para casos de discriminação ou preconceito devido a raça, cor, etnia, religião ou nacionalidade. Para esses crimes, a pena pode chegar a cinco anos de prisão. Se a nova proposta fosse aprovada, seriam incluídos gênero, sexo, orientação sexual e identidade sexual.

“Temos um problema muito sério nesse país que é a ausência de uma legislação federal que proteja os direitos dessa população, então é uma população ainda invisível aos olhos do Congresso Nacional”, afirmou a coordenadora de Políticas para a Diversidade Sexual, da Secretaria de Justiça do estado de São Paulo, Heloísa Gama Alves.

No estado de São Paulo, existe uma lei administrativa, de 2001, que pune a discriminação por homofobia, mas ainda é pouco conhecida. A lei abrange toda a população LGBT. Algumas situações corriqueiras ainda geram discriminação, segundo Heloísa, como a manifestação de afeto entre casais homossexuais em bares, restaurante e comércios. “A lei coíbe esse tipo de conduta e uma série de situações de constrangimento e situações vexatórias”.

Só neste ano, a secretaria de Justiça já instaurou 25 processos administrativos por homofobia. No entanto, Heloísa ressalta que por falta de dados, muitas denúncias nem viram processo. “Nem toda denúncia vira processo, em algumas faltam dados e indícios de que realmente houve a discriminação e a gente não consegue instaurar o processo”. Os casos variam de violações cometidas pela própria família da vítima até aquelas ocorridas no ambiente de trabalho e em lugares públicos e de lazer.

Neste domingo (17), é lembrado o Dia Internacional contra a Homofobia, em referência à data de retirada da homossexualidade da classificação internacional de doenças (CID), pela Organização Mundial da Saúde (OMS), em 1990. A lei paulista é um dos avanços alcançados desde então.

Yone descobriu-se lésbica aos 14 anos, quando se apaixonou por uma colega da escola. Aos 22 anos, entrou para o movimento homossexual e, com outras ativistas, fundou o grupo Somos Rio de Janeiro, que lutava pela diversidade sexual. Para ela, algumas conquistas importantíssimas para gays e lésbicas foram alcançadas recentemente, como a união estável para casais homossexuais, aprovada pelo Supremo Tribunal Federal (STF) em 2011, que assegurou direitos como herança e comunhão parcial de bens a casais do mesmo sexo.

“Tinha muita briga quando morria alguém do casal, vinha a família querendo tomar tudo de quem era companheiro, de quem havia construído junto. Então essa conquista nossa no Supremo foi muito importante, deu o direito de a gente reivindicar o que construiu junto com o outro”, disse.

Hoje, aos 59 anos, Yvone conta que adotou quatro filhos e acredita que a adoção e a inseminação artificial para lésbicas também foram conquistas importantes, pois muitas mulheres homossexuais que querem ser mães, não querem ter relação sexual com um homem para engravidar.

A história de sua filha mais velha, hoje com 29 anos, teve um final feliz, mas tinha tudo para se tornar mais um caso de discriminação e frustração. “A Paula veio para a minha vida já com 16 anos, quando ela foi expulsa de casa por ser lésbica”. Hoje, ela se encontra com a mãe biológica, mas sua referência de lar e de família são ao lado de Yone.

Apesar da conquista histórica para homossexuais, organizações e militantes da causa ainda lutam para que a transexualidade e a travestilidade, referentes aos transexuais e travestis, também sejam excluídas da classificação internacional de doenças, na qual ainda são consideradas transtornos da identidade sexual.

A transexual Daniela Andrade foi reconhecida legalmente pelo Estado brasileiro como mulher após uma ação judicial. Ela critica o tratamento dado a travestis e transexuais nos meio de comunicação. “Essa população só aparece na mídia como criminosa, como doente mental, como o homem que virou mulher, aquela coisa exótica”, destaca. Esse tipo de estereótipo, segundo ela, dificulta a conscientização.

Postado por Ataíde Leia mais Comentar Tags:, , , ,
Geral

Brasilienses discutem propostas para tornar cidade mais justa e sustentável

0

download1236

 

Por Luana Lourenço Edição:Armando Cardoso Fonte:Agência Brasil

Um grupo de representantes da sociedade civil, de empresas, universidades e do governo de Brasília se reuniu hoje (16) para discutir desafios e projetos para tornar a cidade mais justa e sustentável. O debate foi convocado pelo Movimento Nossa Brasília, criado em 2012, inspirado no Nossa São Paulo, que atua há sete anos na capital paulista.

Na pauta do grupo de brasilienses, temas como agricultura urbana, com foco nas hortas comunitárias, e mobilidade e gestão dos resíduos sólidos na cidade. De acordo com o coordenador executivo da Rede Nossa São Paulo e do Programa Cidades Sustentáveis, Maurício Broinizi, o conceito de cidade sustentável vai além do debate ambiental e inclui também aspectos políticos, sociais, econômicos e culturais.

“Sustentabilidade significa a gente trabalhar com um conceito de sociedade que no fuuro seja melhor do que hoje, que se sustente no médio e longo prazos e que não piore as condições de vida”, explicou.
(mais…)

Postado por Ataíde Leia mais Comentar Tags:,
Sociedade

Premiê de Luxemburgo é primeiro líder gay da UE a se casar

0

O arquiteto Gauthier Destenay e o primeiro-ministro Xavier Bettel posam para fotos após o casamento

O arquiteto Gauthier Destenay e o primeiro-ministro Xavier Bettel posam para fotos após o casamento

Xavier Bettel se casa com companheiro de longa data. Cerimônia acontece poucos meses depois da aprovação da lei que iguala casamentos hetero e homossexuais no país.

O primeiro-ministro do Luxemburgo, o liberal Xavier Bettel, de 42 anos, casou-se nesta sexta-feira (15/05) com o arquiteto belga Gauthier Destenay, de 36 anos, seu companheiro de muitos anos. Bettel é o primeiro governante de um país da União Europeia (UE) a casar com uma pessoa do mesmo sexo.

O primeiro-ministro, que iniciou o mandato em dezembro de 2013, casou-se durante uma cerimônia civil reservada na prefeitura de Luxemburgo. A cerimônia foi acompanhada com interesse pela imprensa europeia. A celebração será no sábado num restaurante da cidade de Arlon, perto da fronteira com a Bélgica e na presença, entre outros, do primeiro-ministro belga Charles Michel.

Bettel e Destenay se casaram poucos meses após a aprovação pelo Parlamento luxemburguês da lei que iguala os casamentos hetero e homossexual, permitindo também a adoção. Eles viviam desde 2010 em um pacto civil de solidariedade, uma forma de união civil. Luxemburgo, de tradição católica, reconheceu em 2004 o direito da união civil de casais do mesmo sexo.

(mais…)

Postado por Ataíde Leia mais Comentar Tags:, , , , ,
Tecnologia

Definido conversor de TV digital destinado a beneficiário do Bolsa Família

0
ginga2-02

Danilo Macedo – Repórter da Agência Brasil Edição: Aécio Amado

Cerca de 14 milhões de famílias beneficiárias do Programa Bolsa Família vão receber um conversor de TV digital com grande capacidade de interatividade. O equipamento
foi apresentado pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) como consenso após uma série de discussões entre governo, empresas públicas e privadas de radiodifusão e grupos de telecomunicações.

O Grupo de Implantação da Digitalização da TV (Gired), liderado pela Anatel, decidiu hoje (15), depois de uma reunião que durou cerca de oito horas, na sede da agência, em Brasília, que o conversor terá interatividade pelo padrão Ginga C, 512 kilobytes (Kb) de memória e 2 Gigabytes (Gb) de memória flash. Isso significa um aparelho que vai atender plenamente às necessidades das famílias.

Segundo André Barbosa, superintendente Executivo de Relacionamento da Empresa Brasil de Comunicação (EBC), responsável pelo Brasil 4D, projeto-piloto que permite a alguns beneficiários do Bolsa Família, a decisão de hoje inaugura a possibilidade de uma TV que não apenas disponibilize bons programas, mas também serviços, por meio de aplicativos e vídeos para as pessoas.

(mais…)

Postado por Ataíde Leia mais Comentar Tags:, , , , , , , , , , ,