Tweet

Politica

EDINHO: FOLHA FORJA SUSPEITAS E DISTORCE FATOS

0

images-cms-image-000443779

O ministro da Secretaria de Comunicação Social Edinho Silva rebateu a manchete desta sexta (3), da Folha de S. Paulo, que afirma que o doleiro Alberto Youssef foi procurado por um emissário da campanha da presidente Dilma Rousseff no ano passado para trazer de volta ao Brasil cerca de R$ 20 milhões depositados no exterior; segundo Edinho, a manchete da Folha “é um equívoco, resultado de reportagem que interfere na verdade factual para forjar suspeitas e insinuações contra a campanha da reeleição”; “Exclusões e omissões de palavras e alterações dos fatos fazem parte de um método que consiste em construir uma denúncia sem vínculo sólido com a realidade. A Folha chancela especulações que nem mesmo o delator premiado se dispôs a confirmar. Ao ser interrogado sobre o suposto encontro, o doleiro disse que nunca tinha visto o seu interlocutor, não sabe direito quem o apresentou e nem sequer lembra exatamente o seu nome”, afirma

O ministro da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República, Edinho Silva, que foi o tesoureiro da campanha da presidente Dilma Rousseff em 2014, rebateu a manchete desta sexta-feira (3), da Folha de S. Paulo, que afirma que o doleiro Alberto Youssef “lança nova suspeita sobre o comitê de Dilma”.

“A manchete da Folha desta sexta-feira (3) é um equívoco, resultado de reportagem que interfere na verdade factual para forjar suspeitas e insinuações contra a campanha da reeleição. Exclusões e omissões de palavras e alterações dos fatos fazem parte de um método que consiste em construir uma denúncia sem vínculo sólido com a realidade. A Folha chancela especulações que nem mesmo o delator premiado se dispôs a confirmar. Ao ser interrogado sobre o suposto encontro, o doleiro disse que nunca tinha visto o seu interlocutor, não sabe direito quem o apresentou e nem sequer lembra exatamente o seu nome. Além de dar crédito a informações tão imprecisas, a reportagem da Folha comete inúmeros erros em relação ao depoimento”, afirma Edinho Silva.

Segundo a Folha, o doleiro Alberto Youssef disse à Justiça Eleitoral que foi procurado por um emissário da campanha da presidente Dilma Rousseff no ano passado para trazer de volta ao Brasil cerca de R$ 20 milhões depositados no exterior. Youssef teria dito que foi procurado no início do ano e não executou a operação porque, em março, foi preso com a deflagração da Operação Lava Jato.

Abaixo a íntegra da mensagem do ministro contestando a reportagem da Folha:

“Folha comete erros que distorcem depoimento de Yousseff (mais…)

Postado por Ataíde Leia mais Comentar Tags:, , , ,
Politica

Sindicato dos Jornalistas de Brasília abre as portas para blogueiros em ‘Encontro de Novas Mídias’

0

unnamed

Esta semana foi emblemática para as novas mídias na capital federal. Na quinta-feira, 02 de julho, o Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Distrito Federal – SJPDF e o Movimento Social dos Blogueiros de Brasília – MBB, reuniu cerca de 100 profissionais, que trocaram experiências sobre as novas tendências do segmento, a sustentabilidade e as necessidades de capacitação técnica para ampliar ações, na sede do sindicato, no SIG.

“Nosso objetivo é estar próximos às novas mídias, ajudando a levar informações de utilidade pública e de serviços para a população”, destacou ochefe-adjunto de Comunicação, Ricardo Taffner. A abertura foi realizada pelo coordenador geral do sindicato, Jonas Valente; pelo coordenador do Movimento Social dos Blogueiros de Brasília, Eldo Gomes; e para abordar o tema “novas mídias”, o jornalista ‘Luciano Lima’, que falou da inovação – na web – que a Rádio Federal.

O sindicato dos Jornalistas de Brasília está de portas abertas para os jornalistas da web. E, para às novas mídias. Um dos nossos papéis é ajudar na capacitação”, conta Jonas Valente, da coordenação do SJPDF.

O auditório do Sindicato, em noite memorável, foi palco de várias colocações e debates, que mostram o compromisso dos profissionais da mídia online com Brasília. Muito além da valorização e reconhecimento, querem se engajar na luta pelo acesso a democratização da internet, não só no centro, mas nas diversas regiões do DF.

Ainda falta reconhecimento do segmento público e privado. É preciso um olhar atento a estes canais de comunicação. Juntos, são mais de 1 milhão de brasilienses. É preciso fazer a contratação de publicidade, pelo acesso total e sua impressão no todo”, conta o blogueiro Ataíde, que explanou sua insatisfação com o pagamento de publicidade por impressões.

Ataíde Santos(blogdoataide) e Lúcia Garoffalo (Brasilia Super Radio FM)

Ataíde Santos(blogdoataide) e Lúcia Garoffalo (Brasilia Super Radio FM)

O evento foi em formato roda de conversa, abrindo o diálogo com os blogueiros, jornalistas da web, youtubers e profissionais presentes, dando a oportunidade para todos colocarem seus posicionamentos e interagir com o coletivo de blogs. (mais…)

Postado por Ataíde Leia mais Comentar Tags:, , , ,
Geral

Ceilândia e Gama ganharão novos hospitais

0

 

 Untitled-1

Terrenos para as obras já foram escolhidos e o projeto básico está pronto

 

Ao mesmo tempo em que trabalham para solucionar os problemas atuais da rede pública, os gestores da Secretaria de Saúde buscam acelerar as medidas estruturantes para garantir melhor atendimento à população. Uma das ações será a construção de dois novos hospitais, no Gama e em Ceilândia, ao custo de aproximadamente R$ 300 milhões, cada. Os dirigentes da pasta visitaram os locais em que serão construídos os novos complexos de saúde.

 

“O Hospital Regional do Gama está muito defasado em suas necessidades e não permite uma reforma que atenda, do ponto de vista sanitário, a grande demanda da unidade, que além de receber a população da cidade ainda atende pacientes do entorno”, ressaltou o secretário adjunto, Rubens Iglesias. A unidade será fechada tão logo o novo empreendimento seja inaugurado. (mais…)

Postado por Ataíde Leia mais Comentar
Politica

OBAMA BATE NA GLOBO E DECEPCIONA GOLPISTAS

0

images-cms-image-000443196

 

Presidente dos Estados Unidos respondeu à jornalista Sandra Coutinho, da Globonews, que ao contrário do que ela constatava, o país não considera o Brasil um líder regional, mas global; depois, a uma pergunta sobre Lava Jato, disse ainda que não iria se manifestar sobre um assunto que aguarda decisão judicial; “Obama decepcionou os adversários do governo — que aguardavam um sinal de desagrado com Dilma e seu governo”, avalia Paulo Moreira Leite, diretor do 247 em Brasília; ao destacar que “o sinal não veio e essa é a notícia da visita” da presidente Dilma aos EUA, PML lembra da resposta otimista da atriz Marieta Severo sobre o Brasil, no programa do Faustão, e constata: “personalidades tão diferentes e mesmo opostas pela visão de futuro, Barack Obama e Marieta Severo mandaram dizer que discordam do discurso de fim de mundo que se tornou a melodia base da Globo”

Por Paulo Moreira Leite

A cena mais importante da visita de Dilma Rousseff aos Estados Unidos ocorreu na entrevista coletiva na Casa Branca. Você sabe do que se trata. Sorteada para fazer uma pergunta, a repórter Sandra Coutinho, da Globo News, colocou uma questão que iria deixar Dilma e o governo brasileiro em posição delicada. Depois de dizer, como se fosse um fato objetivo sabido de todos, que o governo brasileiro se vê como um líder mundial, enquanto Washington encara o país de forma menor, como uma liderança regional, Sandra Coutinho perguntou: “Como conciliar essas duas visões?”

Dilma não teve tempo de responder. Melhor pessoa entre os presentes para esclarecer como Washington “encara o país”, Barack Obama saiu na frente e corrigiu a pergunta: “Nós vemos o Brasil não como uma potência regional, mas como uma potência global. Se você pensar (…) no G-20, o Brasil é uma voz importante ali. As negociações que vão acontecer em Paris, sobre as mudanças climáticas, só podem ter sucesso com o Brasil como líder-chave. Os anúncios feitos hoje sobre energia renovável são indicativos da liderança do Brasil”, disse.

Obama ainda acrescentou: “O Brasil é um grande ator global e eu disse para a presidente Dilma na noite passada que os Estados Unidos, por mais poderosos que nós sejamos, e por mais interessados que estejamos em resolver uma série de problemas internacionais, reconhecemos que não podemos fazer isso sozinhos”.

A reação de Obama tem importância pelo conteúdo e pela forma. Indo além do jornalismo, no qual todo repórter tem o direito de colocar a questão que achar pertinente para toda autoridade que lhe dá essa chance, é possível discutir ideias.

No complicado contexto atravessado pelo país, a pergunta ajudava a rebaixar o governo brasileiro aos olhos do governo norte-americano, constrangendo Dilma perante seu anfitrião e perante a audiência da emissora no Brasil.

Apresentada como um simples dado objetivo, um elemento da paisagem assim como as colunas da Casa Branca, a teoria de que o governo brasileiro tem uma visão errada sobre si mesmo — e sobre o lugar do país no mundo, portanto — embute uma crítica política conhecida à atual política externa brasileira, alimentada por analistas e formuladores ligados ao PSDB e a círculos conservadores da capital americana. Mas está longe de ser uma unanimidade em Washington, onde, ao contrário do que se pensa no Brasil, não vigora o Pensamento Único.

Ao dizer que o governo se acha mais do que realmente é na visão dos EUA, a pergunta sugere que nossa diplomacia precisa reconhecer seu lugar, vamos dizer assim. Precisa achar um caminho para “conciliar” a visão de brasileiros e norte-americanos sobre nosso papel no mundo, pois do jeito que está não pode ficar. Você entendeu o que está por trás disso, certo?

Mas não só. Quando um repórter da Folha — exercendo o sagrado direito de perguntar — colocou uma questão que remetia à Lava Jato, o que também iria atingir a presidente brasileira, Obama respondeu de forma exemplar que não iria se manifestar sobre um assunto que aguarda decisão judicial. Uma reação adequada, num país que inspirou Alexis de Tocqueville a definir a separação de poderes como a base da democracia moderna, não é mesmo?
(mais…)

Postado por Ataíde Leia mais Comentar Tags:, , , ,
Politica

 MP apura veracidade de diploma de graduação de Telma Rufino

0

 1435666750

Ela teria recebido diploma para indicar membro de quadrilha a cargo no DF

O Ministério Público do Distrito Federal apura a veracidade do diploma de graduação da deputada distrital Telma Rufino (PPL). A suspeita de que a deputada tenha recebido diploma falso surgiu durante a Operação Trick, da Polícia Civil, que investiga uma quadrilha de empréstimos bancários fraudulentos. O MP aponta indícios de que Telma tenha recebido diploma para, em troca, indicar um integrante da quadrilha a um cargo no Executivo…

 

Em uma das ligações interceptadas com autorização da Justiça, dois integrantes do grupo combinam de entregar um certificado à distrital. Em um trecho da conversa, um suspeito diz: “E eu tô (sic) com o carimbo dentro do carro, tô (sic) com o certificado da Telma, as coisas para entregar.”

 

A faculdade onde Telma diz ter se formado em gestão pública na Faculdade Darwin, que fica na quadra 07 do Areal. O diretor da instituição, José Marcelino, afirma ter uma pasta com as notas dela, mas investiga se as informações ali são verdadeiras. A TV Globo pediu à deputada que apresente alguns dos colegas de sala de aula dela durante o curso, mas não obteve resposta até a publicação desta reportagem.TELMA

 

Em junho do ano passado, o Ministério da Educação suspendeu os cursos de pós-graduação da Faculdade Darwin, depois de investigar se alunos recebiam diplomas sem frequentar as aulas.

“Para a Faculdade Darwin, a providência logo de imediato que foi dado início é um procedimento de rotina para levantamento junto aos professores da época e coordenação para se saber quanto ao registro dela e quanto a presencialidade obrigatória na turma em que ela pertencia”, afirmou Marcelino. (mais…)

Postado por Ataíde Leia mais Comentar Tags:, , , , ,
Politica

Batalha da comunicação ou guerra de extermínio?

0

dilma-na-band-3

Por Luciano Martins Costa

Uma imagem reveladora

No Observatório da Imprensa

Quais são os limites da manipulação da imagem no jornalismo? Num critério aceitável, admite-se que uma fotografia possa ser alterada para compor um infográfico, por exemplo, porque nesse contexto estaria implícito que é apenas uma referência, uma ilustração.

Uma fotomontagem que mostra a cabeça da presidente da República sobre uma bandeja, publicada na coluna de política, como faz o Globo na edição de segunda-feira (29/6), extrapola qualquer limite do bom senso e mostra como os jornais brasileiros se transformaram em grotescos panfletos partidários.

A mídia tradicional do Brasil já teve outros momentos deletérios, como na véspera da eleição presidencial de 2014, quando uma manchete fabricada pela revista Veja ganhou forte repercussão nos principais jornais, e seus efeitos só foram menores pela ação imediata da Justiça Eleitoral.

A fotomontagem publicada pelo Globo revela que não há restrições para a delinquência de jornalistas que se agarram a seus preciosos centímetros de coluna, quando se trata de manipular os fatos em função do projeto de poder em que se engajou a imprensa nos últimos anos. Por outro lado, o episódio revela a distância que separa a estratégia de comunicação do governo petista e a realidade do ambiente comunicacional.

Enquanto o poder Executivo se recusa a colocar na pauta, mesmo em tese, a questão da concentração dos meios informativos, o cartel das empresas hegemônicas distorce de tal maneira as relações institucionais que já não é possível uma análise do conteúdo noticioso e opinativo da imprensa. No entanto, representantes do Planalto seguem propondo um diálogo que já se revelou mais do que improvável.

(mais…)

Postado por Ataíde Leia mais Comentar Tags:, , , , , , , , ,
Politica

Negociação avança e frente de esquerda é batizada de ‘Grupo Brasil’

0

tuca-ato-pro-dilma-1024x577
 

PT, PSOL, PC do B e movimentos sociais estão fechando os últimos acertos para formação da frente de esquerda brasileira contra o retrocesso e forças reacionárias

Por Redação

As negociações pela criação de uma frente de esquerda avançaram neste sábado (27). Após uma longa reunião em São Paulo, dirigentes do PT, PSOL, PC do B e movimentos sociais, fecharam uma pauta de eventos para divulgar as atividades e anseios do que agora será chamado de “Grupo Brasil”, o embrião da coalizão.

Os cabeças do movimento marcaram um novo encontro para o dia 25 de julho, no qual vão discutir as diretrizes do grupo num encontro que contará com a participação de economistas que falarão sobre os problemas da economia e o ajuste fiscal promovido pelo governo da presidente Dilma Rousseff.

Dois nomes foram mencionados pelos integrantes da reunião de hoje para integrarem o próximo encontro: Luiz Gonzaga Beluzzo e Márcio Pochmann. Ambos têm feito críticas à política econômica implementada no segundo mandato da presidente. Após essa segunda reunião, o grupo pretende lançar um documento apontando o que pensa sobre os rumos do país e da esquerda.

(mais…)
Postado por Ataíde Leia mais Comentar
Geral

Paulo Metri: Por que tanto ódio ao PT? Marx explica tudo

0

KARL-MARX-1jpg

O ódio ao PT

Paulo Metri, no Correio da Cidadania

Nos últimos tempos, têm pessoas, principalmente da classe média, que odeiam com toda alma o PT. Não conseguem pensar com isenção sobre qualquer questão em que este partido esteja envolvido. Reagem emocionalmente, inclusive sem a possibilidade de existir um diálogo construtivo com elas. Não ouvem argumento algum se ele ressaltar um aspecto positivo do PT. Esta reação emocional é, em grande parte, de responsabilidade da mídia tradicional, que é parte integrante do capital. Os transbordantes de ódio nem entendem que são manipulados. (mais…)

Postado por Ataíde Leia mais Comentar Tags:, ,
Politica

TV Globo recebeu R$ 6,2 bilhões de publicidade federal com PT no Planalto

0

correio

Fernando RodriguesJá a Record teve R$ 2 bi de verbas nos 12 anos de Lula e Dilma

De 2003 a 2014, SBT recebeu R$ 1,6 bi; Band ficou com R$ 1 bi

UOL obteve dados inéditos e exclusivos sobre publicidade federal

Globo ainda lidera em verbas estatais, mas tem queda em anos recentes

Rede TV!, com menos de 1 ponto de audiência, recebeu R$ 408 mi nos anos petistas

A Rede Globo e as 5 emissoras de propriedade do Grupo Globo (em São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Brasília e Recife) receberam um total de R$ 6,2 bilhões em publicidade estatal federal durante os 12 anos dos governos Lula (2003 a 2010) e Dilma (2011 a 2014).

Como a cifra só considera TVs de propriedade do Grupo Globo, o montante ficaria maior se fossem agregados os valores pagos a emissoras afiliadas. Por exemplo, a RBS (afiliada da Globo no Rio Grande do Sul e em Santa Catarina) recebeu R$ 63,7 milhões de publicidade estatal federal de 2003 a 2014.

Outro exemplo: a Rede Bahia, afiliada da TV Globo em Salvador, que pertence aos herdeiros de Antonio Carlos Magalhães (1927-2007), teve um faturamento de R$ 50,9 milhões de publicidade federal durante os 12 anos do PT no comando do Palácio do Planalto.

A TV Tem, que abrange uma parte do rico mercado do interior do Estado de São Paulo, em 4 regiões (com sedes nas cidades de São José do Rio Preto, Bauru, Itapetininga e Sorocaba), faturou R$ 8,5 milhões de publicidade estatal federal em 2014. Essa emissora é de propriedade do empresário José Hawilla, conhecido como J. Hawilla (pronuncia-se “Jota Ávila”), que está envolvido no escândalo de corrupção da Fifa.

Os dados deste post são inéditos. Nunca foram publicados com esse nível de detalhes até hoje. Os valores até 2013 estão corrigidos pelo IGP-M, o índice usado no mercado publicitário e também pelo governo quando se trata de informações dessa área. Os números de 2014 são correntes (sem atualização monetária).

A série histórica sobre publicidade do governo federal começou a ser construída de maneira mais consistente a partir do ano 2000. Não há dados confiáveis antes dessa data.

(mais…)

Postado por Ataíde Leia mais Comentar Tags:, , , , , , , , , , ,
Politica

Mais 144 famílias contempladas no Residencial Parque do Riacho

0
Maria Filomenna Barbosa dos Santos, governador Rodrigo Rollemberg e Antonio Alves dos Santos. Foto: Dênio Simões/Agência Brasília

Maria Filomenna Barbosa dos Santos, governador Rodrigo Rollemberg e Antonio Alves dos Santos. Foto: Dênio Simões/Agência Brasília

Favorecidos foram habilitados na faixa 2 do programa Morar Bem

Samira Pádua, da Agência Brasília

O governador Rodrigo Rollemberg entregou neste sábado (27) mais um condomínio do Residencial Parque do Riacho, no Riacho Fundo II. Os apartamentos de dois e três quartos estão distribuídos em nove prédios. As 144 famílias favorecidas foram habilitadas pela Companhia de Desenvolvimento Habitacional do Distrito Federal (Codhab) na faixa 2 do programa Morar Bem, destinada àqueles com renda familiar de R$ 1.600,01 a R$ 3.275.

“Quero comentar sobre a minha profunda alegria de estar aqui compartilhando o sonho de 144 famílias, que é o sonho de ter a casa própria”, disse Rollemberg.

Os contemplados começaram a receber as unidades habitacionais durante a manhã. Entre eles, Antônio Alves, de 57 anos, que teve a chave entregue pelas mãos do governador. “Eu vim para cá em 1977 e ainda não tinha moradia, agora eu tenho. Estou muito feliz”, comemorou o jardineiro, já dentro do próprio apartamento, ao lado da esposa.

Além do chefe do Executivo local, participaram da solenidade os secretários de Gestão do Território e Habitação, Thiago de Andrade; e de Mobilidade, Carlos Tomé; o presidente da Companhia de Desenvolvimento Habitacional do Distrito Federal (Codhab), Gilson Paranhos; o chefe da Casa Militar, coronel Cláudio Ribas; o administrador do Riacho Fundo II, Francisco Vicemar Medeiros; e o deputado distrital Júlio Cesar (PRB), líder do governo na Câmara Legislativa.

De acordo com a Codhab, a infraestrutura do Residencial Parque do Riacho é custeada com o financiamento de R$ 41,32 milhões do Banco do Brasil, liberados no início ano, de um total de R$ 67,78 milhões solicitados por meio do Programa de Financiamento da Contrapartida do Programa de Aceleração do Crescimento (CPAC) do governo federal. Os recursos viabilizam as obras de drenagem, terraplenagem, pavimentação e dos sistemas de esgoto e de fornecimento de água e energia.

Em maio, o governador de Brasília entregou 1.008 apartamentos do Parque do Riacho. Segundo a companhia, mais 3.312 unidades habitacionais do residencial — do total de 5.904 — serão entregues até o fim do ano. O empreendimento é uma parceria do programa Morar Bem, do governo distrital, com o Minha Casa, Minha Vida, do Executivo federal.

Antes da solenidade no Residencial Parque do Riacho, o governador Rodrigo Rollemberg acompanhou parte da vistoria de 176 imóveis na etapa 4 do Riacho Fundo II.

Leia também:

Inscritos no Morar Bem recebem chaves da casa própria no Parque do Riacho

Veja galeria de fotos:

Postado por Ataíde Leia mais Comentar Tags:, , , ,